https://www.poetris.com/
 
Textos -> Escolares : 

PSICOMOTRICIDADE

 
Muniáin (1997), a psicomotricidade é uma disciplina educativa/reeducativa/terapêutica, que considera o ser humano como uma unidade psicossomática e que atua sobre a sua totalidade por meio do corpo e do movimento no ambiente, por meio de métodos ativos de mediação com o propósito de contribuir para seu movimento integral.

Psicomotricidade é a educação do movimento com a atuação sobre o intelecto, numa relação entre pensamento e ação englobando funções neurofisiológicas e psíquicas.
É necessário educar o movimento pela mente.
O educador deve ter sempre em mente os aspectos principais do desenvolvimento psicomotor em cada faixa etária. Caso contrario,será difícil detectar as variações normais e patológicas que diferem conforme a idade.
Dada à importância da ação psicomotora sobre a organização da personalidade da criança é indispensável um trabalho educativo que venha promover um melhor desenvolvimento de suas potencialidades. Torna-se necessário aspectos como esquema corporal,coordenação percepção espacial e temporal sejam efetivamente trabalhadas.
Os distúrbios psicomotores e os distúrbios afetivos estão estreitamente ligados. A psicomotricidade sempre leva em conta o individuo como um todo.Possui um enfoque terapêutico e pedagógico.
Para saber se uma criança tem problemas de psicomotricidade é preciso fazer uma avaliação através de exercícios específicos, que verifiquem aspectos como a qualidade tônica (rigidez ou relaxamento muscular); qualidade gestual (dissociação manual e dos membros superiores e inferiores); agilidade, equilíbrio, coordenação; lateralidade; organização temporoespacial e grafomotricidade.
A reeducação psicomotora é um processo, uma terapia programada que visa modificar o comportamento. Parte dessa atuação é privativa do técnico de psicomotricidade .As atitudes dos professores têm que estar relacionadas com a orientação do profissional habilitado.
O desenho e, em particular o grafismo é importante no desenvolvimento da criança com a finalidade de ligar o real e o imaginário. O progresso do grafismo é possível com o desenvolvimento das coordenações motoras.
O jogo ocupa um espaçoso lugar na conformação da capacidade de representação.
A criança vai adquirir pouco a pouco confiança nela mesma, e melhor conhecimento de suas possibilidades de suas possibilidades e limites, com frequência imposta pela presença da outra criança com quem ela deverá aprender e cooperar durante o jogo.
A psicomotricidade tem seu poder basta que o profissional que atua nesta área tenha consciência da importância do papel que ela tem no desenvolvimento da criança.

Esteban Levin. Movimentos são saberes que adquirimos sem querer.que ficam a nossa disposição para serem colocados em uso.
Na educação infantil o movimento é mais valorizado. Depois os movimentos restringem-se ao recreio e educação física.O fato de ficar sentado muito tempo pode ser um dos componentes d anorexia,bulimia, depressão infantil .Dores corporais.
É mais fácil para o aluno aprender usando o corpo. Incentivar uma relação saudável com o próprio corpo na aprendizagem deveria ser cultivadas por toda a puberdade.O do corpo permitirá lembrança prazerosa e a pessoa vai associar ao aprendizado por toda a vida.
Na educação física o professor deve prestar atenção no desenvolvimento psicomotor.
Educadores devem abrir espaço para o uso do movimento corporal. Trocando experiências com professores de educação física,desenvolvendo assim exercícios e materiais reunindo duas áreas do conhecimento.
Os deficientes físicos que têm dificuldades em usar o corpo conseguem supera-las e aprender com as restrições. Aluno e professor devem criar atividades inclusivas.
A televisão e o computador não propiciam a interação física com pessoas e objetos. Adquirem o conhecimento mais não há experiência corporal.O contato promove um aprendizado mais efetivo .
Levin acredita que experiência da infância mudou. Mas está mudando radicalmente.As crianças de hoje não são as mesmas estudadas por Jean Piaget ou qualquer outro teórico da educação ou da pediatria.
As teorias sobre a infância devem ser revistas. É necessário repensar teorias e praticas .Ainda não sabemos como será um adulto sem a experiência do brincar corporal.Mas precisamos começar a nos preocupar com isso.
A sociedade valoriza a criança que amadurece mais rápido e os próprios pais exigem da escola atividades de adultos.
O professor para unir com eficiência o uso do corpo ao processo de aprendizagem deve colocar a busca pelo saber acompanhada ao movimento. É importante que o docente recupere a sua historia,resgatando alguns de seus desejos infantis e isso vai ajuda-lo a compreender muito melhor as necessidades da turma.

Fonte de pesquisa:Apostilas do curso de pós graduação .
Professor :Paulo Wagner


Su Aquino

 
Autor
SuAquino
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1197
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.