https://www.poetris.com/

Poemas, frases e mensagens sobre pensamento

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares sobre pensamento

AVC

 
AVC
 
A vida tem tantos
Abraços para a morte
Que se esconde
Nas veias da tristeza
Onde as facas aguçadas
Provocam os avc.

António Fonseca
 
AVC

Agitação

 
Agitação
 
AGITAÇÃO

Já nem sei o que me move
Ainda um pouco de vontade!?
Já no meu coração chove
Bate ensopado de saudade.
No pensamento nada me ocorre
Já minha hora é escassa
Sou como rio que corre
Breve vida, a morte a abraça.

O silêncio em que me escondo
Abandono! Irrompo em alvoroço
E na hora agitada nem ouço
O oscilar das ramagens
Nos meus ouvidos de menina!?
O comovido chorar das aragens
Como se de mim se despedisse
Tudo, o que assim Deus destina.

Passam os dias da minha vida
Nem já sei o que me move
Já no meu coração chove
Anda minha alma dorida.
A lembrar vivo saudosa
Lembranças, são lágrimas a descer
Trago a vida custosa
E pouco o caminho a percorrer.

Já não sei o que me move
Até a alegria anda suspensa
Já a tristeza me envolve
Paira a mágoa já se adensa.

Se é este o destino a cumprir
E se esta saudade é pecado?!
Então a tristeza não quero mais ouvir
Em doce paz, continuarei meu fado.

rosafogo
 
Agitação

Detesto deixar-te por momentos.

 
Detesto deixar-te por momentos.
 
Detesto deixar-te por momentos.
Eu sei, mas com o avançar da idade...
já custa e dói.
E andam os nossos velhos...
uns a lamentarem-se e a serem teimosos.
Outros a desvalorizarem as suas vidas.
E nós a lutarmos arduamente.
Enfim !
Anda tudo de candeias às avessas.
Este país é bom e lindo...
Mas é só para oportunistas, políticos e outros mais que vivem de expediente.
As vitimas são sempre as mesmas.
Mal dos que precisam!
Antigamente a ganância e o capitalismo,
eram condenados.
Hoje são camuflados e apreciados por grupos e maçonarias.
Que mundo podre é este em que o bicho homem vive.
Neste jogo da vida, o importante é mesmo, o elixir do amor em amar e ser amado, como é óbvio.

António Fonseca.


António Fonseca.
 
Detesto deixar-te por momentos.

O silêncio que dói

 
O silêncio que dói
 
Tem prova tão difícil
Que chegamos a pensar:
Que não vamos ser aprovados!
Perdemos a força, ficamos débeis
A dor é tão profunda que até
O silêncio dói, dói...,

É nessa hora que Deus entra
Em ação, quando procuramos
Respostas e não encontramos.

Somos como uma flor no seu
Jardim, quando uma pétala cai
Ele refaz, regando – nos com
O fertilizante da fé.

Alimentando o nosso coração,
Renovando as nossas forças.

Foi assim, na cruz,
Ele foi coberto de silêncio e dor!
Coroado com espinho.
Pelo caminho da paixão...
Deixou as marcas da dor
Do seu sangue de puro amor!

Mary Jun
Mar/31/18

Imagem Google
 
O silêncio que dói

Pensamento de revolta

 
Pensamento de revolta
 
Que Deus me perdoe.
Mas horas e dias passados no trabalho...
são momentos perdidos nesta vida.
Viva a chantagem e exploração laboral!

António Fonseca
 
Pensamento de revolta

O PÃO AMANHECIDO DOS PENSAMENTOS

 
Apanho a lucidez
Despacho a lógica
Pelo boqueirão

O pão amanhecido
Dos pensamentos
Mastigo-o, molhado,
Na boca do tempo

Rumino-o...
Cota a cota...
Éolo a Éolo...

Até que vire
Refinada farinha
De ilusão
 
O PÃO AMANHECIDO DOS PENSAMENTOS

Foi Na Janela Que Conheci Ela

 
Foi Na Janela Que Conheci Ela
 
"Pouco sentimento envolvido
E aqui estou repetidamente dizendo que duvido
Iludido, perdido, boiando sobre o Nilo
O que aconteceu comigo?"

Vou deixar um pouco de lado a depressão
Quero escrever algo animado, com mais emoção
Então vou construir uma rima sobre paixão
Então, que tal? Nada de solidão!

Ontem eu estava tranquilo, mas olhei e fiquei atraído
Lindo sorriso, aqueles cílios compridos
Eu fiquei totalmente "seduzido" por aquele umbigo
Estava um pouco visível, mas nem ligo
E aí uma duvida apareceu, "Eu consigo?"
Acabei por não pensar muito naquilo
Atravessei a porta, me aproximei e fiquei imóvel, só rindo
E nem acreditei quando disse de repente, "Quer ficar comigo?"
Claro que ela foi embora, e eu senti um certo frio
Dizem que acontece com todos, então tudo bem.

Hoje estou pronto, hoje chegarei em ponto
Ela desceu pela minha rua e eu fui para o confronto
Acabei errando, disse "Eu te amo"
Fiquei nervoso e acabei me antecipando
E de novo ela acabou me abandonando
Então pensei que talvez fosse melhor ter um plano
Vou seguir a diante
Mas sempre que a via eu ficava louco, alucinado, era delirante
Seu sorriso era tão exuberante
Que eu acabava por ficar perdido
Cego em instantes.

Fui me deitar e pensar como me aproximar
Com insônia eu acabei por ficar
Ela não saia da minha cabeça
E não sairia de lá tão cedo, tinha certeza
Essa garota não possuía só beleza
Ela me despertou um interesse, com bastante clareza
Naquele horário ela sempre esteva lá
Sabia que novamente iriamos nos encontrar
Só não queria errar, com ela eu queria acertar
Marcar para sair e conversar
Quem sabe algo a mais poder ocasionar
Para isso eu devia agir e chamá-la
Queria eu então impressioná-la?

No dia seguinte eu fiquei na janela
O ponteiro marcou dezoito horas, e lá vem ela
Simples, perguntei o nome dela
A cumprimentei e disse que eu fui um bobo
Acabei "vacilando", um erro após o outro
Ela sorriu, disse que chegava em casa e lembrava
"Pronto, agora ela pensa que eu só faço palhaçada", pensei
Fechei meus olhos por um segundo e a convidei
A resposta que foi-me dada não era o que eu esperava.

Hoje estou escrevendo com ela aqui do meu lado
Valeu muito a pena ter sido rejeitado no passado
Fui recompensado, a a insistência me tornou um "felizardo"
Sorriso largo estampado e não retirável
Estamos felizes, e eu ainda me perco algumas vezes
Mas a gente se entende
Amanhã vamos sair para nos divertimos
Fazemos muito isso.
 
Foi Na Janela Que Conheci Ela

A saudade chorou

 
A saudade chorou, chorou no meu coração
Já há muito tinha perdido a esperança
O tempo é sábio, ninguém sabe o quanto
Ele sabe quando renovar uma aliança
E ser escrito no livro da vida
O tempo passou até que este dia chegou
Encontrando-te na esquina da vida
O reencontro preencheu a espera
Reconfortou meus pensamentos
Enfim o meu livro fora aberto
Tirando a saudade que me alimentou
Você estava ali a um passo de mim
Quando te vi fiquei sem jeito
Sem saber o que fazer exatamente
Mas você foi espetacular
Abriu um sorriso estonteante
Correu para mim com os braços abertos
Aninhou-me suavemente, como uma flor
Senti-me protegida do mundo
Deleitei-me no seu amor
Agora sentia que meu coração sorria
Já não mais existia razão alguma
Para deixar a saudade chorar
Apenas lembrar que amanhã
Sentirei saudade do hoje
Sem chorar
 
A saudade chorou

TUDO PASSA

 
TUDO PASSA
 
O vento passa
A chuva passa
A vida passa
E o amor...
Será que passa?
**********************************************************************

POR FAVOR, PARA MELHOR LEITURA, CLIQUE NO POEMA
 
TUDO PASSA

Que?!

 
Que?!
 
Que?!

Não julgue sem procedência!
Às vezes não é o que você está pensando.
Os olhos veem, a mente capita e o coração confirma e passamos a viver momentos de angústias, só porque achou...
Que?! Julgou pela aparência!
Quando percebemos já fizemos.
Ai vem o desconforto
consigo mesmo.
Não devemos se precipitar, é preferível acalmar, avaliar e tomar uma atitude. Todavia, se for necessário, nem sempre é, o melhor é ver e deixar para lá. Diante de fatos que não nos acrescenta nada.

Mary Jun
 
Que?!

Inverno Místico

 
Inverno Místico
 
Lá fora o gelo cobre
Os campos e toda vegetação...
Na cidade, as casas
Ruas e avenidas,
São cobertas por
Nuvens em forma de
Pequenos tufos de algodão...
É a estação do inverno
Que impera... Congela.

Apesar das nuvens, o sol
Aparece entre elas como uma entidade
Espiritual e um lindo azul descortina-se
No céu revelando um colorido suave,
Mágico que encanta-nos.

É chegado o tempo, o momento,
Tempo de recolhimento, de introspecção,
De cuidar do jardim que habita no coração,
Se não o fez na outrora estação.

Ao som de uma inspirada música,
Da flauta mágica de Gunn
Ou do encantador violino de Vivaldi,
Participarmos duma catarse,
De uma verdadeira purificação espiritual,
Para na estação vindoura brotar...
Renascer... Florescer ainda mais bela,
Na plenitude do Amor, a flor mística da Alma,
Essência divina que anima a Vida.

*Elias Akhenaton*
“Eterno aprendiz, um peregrino da Vida”
 
Inverno Místico

GOTAS DE AMOR

 
GOTAS DE AMOR
 
 
"Hoje senti uma chuva diferente
Eram gotas de amor caindo docemente"

---------------------------------------------------------------

POR FAVOR, PARA MELHOR LEITURA, CLIQUE NO POEMA
 
GOTAS DE AMOR

Se ainda agora te vi! ( Mote-Oh amor passa num instante!)

 
ainda agora te vi
no beiral do pensamento
num golpe de asa morri
quando te foste no vento.
volta logo na saudade
que te sopro das entranhas
sobe a escarpa do meu medo
que a medo te diz não tenhas.
sei que te peço calada
cada momento e nem sentes
que o tempo é espada afiada
no meu ventre em ais urgentes.
ri-se o meu destino já
e o sol declina-me o dia
foge-me a boca para lá
já sinto a pele tão fria...

se ainda agora te vi!...
 
Se ainda agora te vi! ( Mote-Oh amor passa num instante!)

"DIGA NÃO À PORNOGRAFIA"

 
"DIGA NÃO À PORNOGRAFIA"
 
"DIGA NÃO À PORNOGRAFIA"

Sejamos
Homens e mulheres de Deus
E não do pecado ou da podridão
A pornografia escraviza
Os homens e as mulheres
Mesmo depois de casados
Muitos homens e mulheres
Não consenguem libertar-se desta prática.
Colocando em risco muitas vezes o seu casamento.
A pornografia adoece o corpo e a mente
Ela apodrece a alma e destrói a vida espiritual.
Muitos homens e mulheres para alimentar
Os seus desejos trazem para o leito
Conjugal a pornografia
Em muitos casos querem impor à companheira
Essa vergonhosa e nojenta prática.
O relacionamento sexual
Entre marido e mulher, tem de ser puro
O leito conjugal deve ser sem mácula
Deus julgará os impuros de alma e coração.
Aqueles que são escravos desse
Vício degradante
Precisam de procurar ajuda
Procure Deus porque
Quanto mais perto estiver de Deus
Mis longe estará do pecado.

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

Isabel Morais Ribeiro Fonseca
 
"DIGA NÃO À PORNOGRAFIA"

"Palavras..."

 
"Palavras..."
 
"Palavras..."

Perco-me quando escrevo...
Me perderia de qualquer forma.
Afinal, tudo é perda...
E calar é muito mais...
Escrevo porque preciso.
Escrever é como droga.
Vício do qual não me abstenho,
e no qual vivo.
É como veneno necessário.
Se compõe de fragmentos
do sentimento.
Nos recantos dos sonhos é colhido.
Das margens bucólicas
dos rios da alma.
Essas águas deixo escorrer
por meus dedos.
Não quero o silêncio...
Por isso...
Que meu coração jamais se cale.
E o que eu não ouso dizer...
Isso ele fale.
E que o faça claramente.
Nunca com ambigüidade...
E sejam suas palavras, como rio
Que incógnito nasceu,
Cuja maré alta transforma em foz.

Glória Salles
 
"Palavras..."

Espelho

 
 
Um espelho maravilhado,
Que colorido é cativado;
Não há quem alcance,
Nem uns olhos de um lince,
O que um espelho esconde na sua mente,
Fragmentos soprados enigmaticamente.

Reflexão estática e meia pálida,
Olhado a idealidade,
Investigado cada segundo da vida,
Meditando cada preciosidade!

Vivendo um sonho em pensamento,
É tão brilhante como real,
que se reflecte por um momento,
numa imagem surreal!

By. Ana Carina Osório Relvas/A.C.O.R
 
 Espelho

A Criatura Falsa

 
A Criatura Falsa
 
Estou cansado de ouvir falsas palavras
Estou cansado de ouvir mentiras claras
Por que não mostram suas verdadeiras caras?
Pessoas reais neste mundo são raras
Pessoas falsas são ladras
Roubam tua confiança e ternura
Mas o que é essa criatura?
Entre nós ela se mistura
Age como qualquer outra, encarna na figura
Sua boca provoca queimadura
Nos deixa perdido, somos dela, que tortura
Para escaparmos dela, é necessário bravura
E agora, olhando para ela, tão pura
Aparentemente, é claro, ela está a procura
Para em mais um provocar uma fratura
Ela tem o poder de nos deixar na fissura
Me tornarei uma criatura a sua altura
Para ela não existe cura.

Alguns dizem que devo aprender a confiar
Um laço, conexão, com alguém devo criar
Para que, com essa pessoa, meus problemas contar
Chamá-la para meus segredos revelar
E quem sabe, ela poderá os remediar
Vejam pelo meu lado, desconfiar
E se essa pessoa, meus erros espiar
É algo além do meu entendimento,
Não atuo neste departamento
Desculpe, pessoal, mas não lamento
Desconfiar é o que reside em meu pensamento
Ainda não vivi o suficiente
Mas agora eu já me encontro ciente
Claro, sou um jovem inexperiente
Em formar versos, em formar rimas
Mas sim, elas serão minhas vítimas
Irei abusar das minhas rimas, deixá-las legítimas
Sei bem que elas são péssimas
Mas farei delas, belíssimas.

Meu funeral será pequeno, só eu e o coveiro
Que coisa fantástica, me enterrando pelo dinheiro
Faz bastante sentido afinal, ele é solteiro
Juntar suas economias e ser um coveiro baladeiro
Essa é nova, por que não?
Mas não se esqueça de fechar meu caixão
Bem, na verdade não importa, já estou no úmido chão
Jogue a terra logo e vá procurar sua paixão
Alguém com quem compartilharás teu coração
Só posso te desejar a felicidade, e afastar a solidão
Parto pensando nas pessoas que ajudei
E agora refletindo, penso que as incomodei.
 
A Criatura Falsa

QUANDO PENSO EM VOCÊ AMOR

 
QUANDO PENSO EM VOCÊ AMOR
 
“O pensamento pode voar em todas as direções
e somente para quando encontra o amor”

---------------------------------------------------------------
POR FAVOR, PARA MELHOR LEITURA, CLIQUE NO POEMA
 
QUANDO PENSO EM VOCÊ AMOR

Hoje não foi um dia perfeito

 
Nunca acreditei nisso de dia perfeito, ou algo parecido. Mas hoje pensei, que me lembre, pela primeira vez, que não foi um dia perfeito.

Os meus pensamentos costumam ser triviais e práticos. Pensar, para mim, a quem todos agradecem sinceramente que não emita opiniões, só faz sentido se for para emitir opiniões dos outros ou para ter pensamentos úteis.
O que eu penso é inútil a partir do momento em que não resolve ou não ajuda a resolver um problema prático. Por exemplo, o que estou agora a pensar não é inútil porque ajuda a resolver o problema prático de saber porque é que hoje não foi um dia perfeito.
Mas como o dia ainda está a decorrer, mesmo assim, pode vir a ser inútil pensar nisso, se porventura, a última minha conclusão do dia for que hoje foi um dia perfeito.

De qualquer modo, é irrelevante qualquer conclusão que eu tire sobre isso, porque o dia não é perfeito ou imperfeito por eu o pensar ou concluir. O dia é o que é e pronto.
A questão da perfeição/imperfeição do dia não se coloca. Mas eu coloquei-a. Mas ainda não sei se é uma questão que tenha para mim um sentido qualquer, mais do que uma questão prática.

Hoje, o meu editor Sancho disse-me que já lhe têm pago muito dinheiro para não dizer nada, para não escrever nada e que ele próprio já tem publicado muitas coisas que nada dizem sendo estas as melhores. Eu comecei por rir por achar as suas palavras jocosas, mas ele permaneceu sério e reforçou a ideia de que isso pode ser uma forma superior de arte. Aqui, até eu retomei um ar de seriedade.
Valeria a pena pensar no assunto? Seria prático e útil? Sancho deu-me logo a resposta sem adivinhar o meu pensamento e sem eu sequer a ter pedido.
O meu trabalho mais importante, disse ele, não é decidir o que vou dizer, mas o que não vou dizer. E se nada disser, por exemplo, quando a minha opinião pode causar mossa ou um prejuízo, isso pode ter muito valor, dependendo das situações. Se disser, ou escrever algo, posso receber ainda mais se, mesmo assim, não disser nada que possa causar mossa ou prejuízo, vulgo falar sem dizer nada, sobre assuntos importantes.
Ora, o melhor de tudo, o que vale mesmo a pena, é publicar textos que fazem sentido e que nada dizem, sendo esta sua característica a qualidade que interessa, que os torna, não raro, primorosas obras de ciência, filosofia, religião, arte… E se o autor tiver o talento, o discernimento e a verve necessários para persuadir o leitor de que, não obstante o sentido que tudo faz e a consistência que tudo tem no seu trabalho e na sua argumentação, tudo não passa de uma ilusão, então está garantido que atingirá o maior sucesso no que à reputação de autor respeita.
Eu estava ainda a pensar nas primeiras palavras e já o Sancho concluía que produzir uma obra de pensamento que não seja um embuste, ainda que involuntário, implica que ela seja capaz de se esvaziar de si mesma, ser e não ser ao mesmo tempo.

O lado prático e útil, talvez muito útil destes pensamentos é que não alteraram os dígitos da minha conta bancária e o mundo continuou a girar como é costume.

É preciso muito trabalho para que as coisas não mudem. Para elas mudarem pode ser muito fácil, basta não fazer nada.
 
Hoje não foi um dia perfeito

"O abraço do mar" - Soneto

 
"O abraço do mar" - Soneto
 
"O abraço do mar" - Soneto

Dia qualquer e essa saudade me trouxe...
Não quis pensar, pausei tudo aqui em mim
Antes que o tempo me engolisse lentamente
Sem traçar caminhos, decorei as idas e vim

Em frente o mar imenso, imolar essa imagem
Este verde profundo que me impregnou a alma
Corpo inteiro imerso nas águas dessa paisagem
A pele macia da mão do mar acariciou-me a alma

Na garganta da noite, todo meu sentir pausado
Vou, deixo atrás o mar, e nele meus fragmentos
Questionando-me a voz rouca dos pensamentos

Ainda pareço ouvir das ondas o som cantado
Se nas marcas da areia, deixar meu eu, me custa
Muito mais a idéia de dormir sem você assusta...

Glória Salles

Ocean... Fuga numa tarde qualquer.
 
"O abraço do mar" - Soneto