https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

ISTO APENAS

 
quando me adivinhavas,
eu era um poema inacabado,
um pedaço de metáfora
eternamente presa as
tuas entrelinhas.

não houve lamentos,
ou murmúrios quando
as mãos ficaram
levantadas para o ar.

as coisas derramam-se.
silêncio apenas.

agora que tudo me esquece
e eu pouco me lembro
das curvas das palavras.
abro a poesia inacabada
do que já deixou de ser,
buscando aconchego
nas coisas que ainda
podem ser ditas.
Mas, mesmo elas já
não podem sobreviver
a mim.


karla bardanza
 
Autor
Karla Bardanza
 
Texto
Data
Leituras
673
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
37 pontos
6
4
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/08/2014 01:43  Atualizado: 11/08/2014 01:43
 Re: ISTO APENAS
*o que dizer...que me enches o peito de inúmeros sentires.
tu escreves da alma para almas.
obrigado karla!
beijoka*

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 11/08/2014 03:12  Atualizado: 11/08/2014 03:12
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: ISTO APENAS
um espelho que quebra-nos... bem assim.
bjs

Enviado por Tópico
Betha Mendonça
Publicado: 11/08/2014 17:38  Atualizado: 11/08/2014 17:38
Colaborador
Usuário desde: 01/07/2009
Localidade:
Mensagens: 6741
 Re: ISTO APENAS
Um poema inacabado
é dolorido, pois
cada vez que tenta-se
colocar um fim
há mais a dizer.
amei karlinha!bjs

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 11/08/2014 19:38  Atualizado: 11/08/2014 19:38
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14956
 Re: ISTO APENAS...Karla Bardanza
Olá Karla Bardanza

Muito bom voltar a ler-te
este poema parece inacabado,
mas não o é, pois sinto nele
uma emoção e uma ternura com
as letras...Lindo

Beijinhos

Enviado por Tópico
Manufernandes
Publicado: 12/08/2014 07:14  Atualizado: 12/08/2014 07:14
Subscritor
Usuário desde: 09/12/2013
Localidade: Lisboa
Mensagens: 3860
 Re: ISTO APENAS
"Mas, mesmo elas já
não podem sobreviver
a mim."
Porém, mesmo sem desejo
sobrevivem, sim!
Acontece-me a mim!
Ainda ensejo que não seja assim;
abrir o escrito,ver o que foi dito
e nada sentir...
Seria mentir, pois não consigo
deixar d'existir
O que vivi, vive, ainda e sempre, comigo!

Linda poesia
que sobreviverá
além do desejo deste dia,
e, até na morte viverá

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/11/2014 20:16  Atualizado: 22/11/2014 20:16
 Re: ISTO APENAS
muito bom. um prazer a leitura. um abraço, Karla