https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Almas do meu País

 
Chorai ó Almas do meu País!
Convulsionada estância, pesadelo
e distância. Aonde vais
ao som do violoncelo?! ...

De que vivem vossas esperanças?
Por onde passam vossos barcos?
A tristeza e a bonança
erguem praças, fazem arcos ...

Soluçam fundas as ruínas.
Caudais de desespero
de ilusão e choro - inteiro!

Dançam Astros no firmamento.
Solidões lacustres, urnas quebradas,
chorai arcadas, Almas do meu País - despedaçadas!


Ricardo Louro
no Chiado


Ser Poeta é exilio
num pais de condenados
um tormento infinito
de mil olhos rejeitados!

Ricardo Maria Louro

 
Autor
Ricky
Autor
 
Texto
Data
Leituras
390
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 16/10/2014 02:47  Atualizado: 16/10/2014 02:47
 Re: Almas do meu País
um soneto emocionado,intenso e atual, realmente do jeito q vão as coisas no mundo, n só os pais choram,mas os filhos e toda a humanidade.