https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Sábios Ignorantes

 
Tags:  liberdade    fazer    Sábio    cobiça    ignorante  
 
Ignorante é aquele que pensa aquele que sente, aquele que se importa, somos todos filhos, pais e avós, somos todos, aquilo que querem que sejamos, somos nós mesmos poucas vezes;
Sábio é aquele que pisoteia, se entrega a tudo que é repugnante e sujo, são todos filhos da prostituta mais fedorenta, nascidos nos porões infectos não se importam com nada;
Ignorante segue regras, obedece, tem medo, respeita, faz o que se é necessário, não são eles mesmos quando querem, são manipulados pelos desejos dos sábios que comandam a ordem, hahahaha, bendita ordem, bendita ordem;
Os sábios se deliciam, despejam, desperdiçam, cobiçam, ignoram, esnobam, invejam, são todos poderosos, são todos dejetos de si mesmos;
Mas uma coisa os ignorantes e os sábios tem em comum, nem um deles saberia o que ser se não fossem ignorantes ou sábios;
Eu, eu prefiro ser livre, prefiro os pensamentos da liberdade, prefiro seguir o caminho onde eu possa passar sem incomodar a ninguém, prefiro a luz durante o dia e o escuro quando esta noite, prefiro pensar que o certo é pedir desculpas, é fechar a porta, apagar a luz, cumprimentar se despedir, agradecer, chorar, ajudar, dividir, amar, ter filhos, educa-los, proteger, carregar no colo;
Devo ser um alienígena, pois, não me encaixo entre os ignorantes e os sábios, devo ser o diferente, mas nasci assim, de uma mãe que me pariu e me disse tudo isso bem baixinho em meu ouvido, com suas últimas palavras: “entendeu tudo meu filhinho querido”...
... Sim, mamãe Liberdade.


Marcio Corrêa Nunes

 
Autor
marciocorrea
 
Texto
Data
Leituras
1136
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
38 pontos
10
7
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 02/11/2014 11:47  Atualizado: 02/11/2014 11:51
 Re: Sábios Ignorantes
mmmmmm..


é a segunda vez que vc aparece por cá em artifício contrário à evolução da escrita, ou mesmo, à evolução da dita "sabedoria" em caráter geral, até.

é a sua opinião e eu respeito, mas sem nunca concordar.
um sábio, ao meu ver, não é um filho de uma prostituta fedorenta e aos demais adjetivos que vc os dá. visto, por exemplo, os seus professores, seus amigos mais velhos e até mesmo, ora-vejam-só: seus progenitores. diria isso a eles? huh?

um ignorante, ao meu ver, também não contribui muito para qualquer tipo de coisa. é alguém que, penso eu, sempre procura aprender mais, inclusive.

acerca de um outro texto seu, embora bem aceito por uns usuários daqui, eu acho ainda mais descabido: pois veicula a mediocridade de quem escreve, de quem lê, ou de quem pretende fazer ambas as coisas: em situação curta de escrever em simplicidade, tendo esta, a simplicidade, como atividade latente, compulsória, e só.

não direi das suas qualidades literárias e nem direi da qualidade destes textos que li.
mas deixo a você, o meu descontentamento indicado pelas suas idéias, a mim, tacanhas e sem qualquer base de aproveitamento.


sem mais,






Enviado por Tópico
atizviegas68
Publicado: 02/11/2014 13:02  Atualizado: 02/11/2014 13:02
Colaborador
Usuário desde: 09/08/2014
Localidade: Açores
Mensagens: 1466
 Re: Sábios Ignorantes
Extraordinário!
Muito bem escrito.

Parabéns.
Obrigada por partilhar.
Abraço.


Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 02/11/2014 14:07  Atualizado: 02/11/2014 14:07
Colaborador
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 8366
 Re: Sábios Ignorantes
olá, gostei muito deste texto de revolta contra a inversão de valores; exactamente, hoje em dia os espertos (mas saloios e burros) são os mais admirados, só porque vencem, mesmo que à custa de quem injustiçadamente pisam; pelo contrário quem tenta agir com correcção é desdenhado e apelidado de isto ou aquilo; é lamentável que aqui no site tenhamos pessoas assim como jogonsantos, azke e quem os lendo os continua a comentar, a apoiar, solidarizar ou até a lamber-lhes o ego de escritores frustrados e medíocres, porque se assim não fosse dedicar-se-iam a ler, a interpretar e a respeitar melhor os outros. E tantos não tem vergonha que continuam a fazê-lo depois de terem sido insultados até à exaustão por um ou outro, esquecem tudo (quem não se sente não é filho de boa gente) e passam a ser fãs ou capachos dos mesmos (talvez ganhem mais um afagozinho!!!), o que é também pura cobardia.
Infelizmente temos uma administração que apoia tais energúmenos, ou pelo menos não os mete na ordem e deixa-os polular como vespas asiáticas que destroem o site.
Enfim, para dizer que gostei do texto e dar-te toda a razão nas respostas aos comentários burros a paranóicos com que te brindam; deixa pra lá.
Um abraço