https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

COMPLETA

 
é quase meia-noite
e a minha pele é um poema
morrendo dentro de alguma boca.

sinto estrelas nas veias negras,
ressuscito e revelo-me
em letras afogadas,
no nada infinitamente brando
que é apenas imagem.

a hora cai de pé,
dissolvendo o mundo
e
de mãos vazias,
nada tenho porque tenho
tudo.

karla bardanza
 
Autor
Karla Bardanza
 
Texto
Data
Leituras
589
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
28 pontos
4
4
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/11/2014 08:02  Atualizado: 14/11/2014 08:02
 Re: COMPLETA
'é quase meia-noite e a minha pele é um poema morrendo dentro de alguma boca'. muito bom.

Enviado por Tópico
luisroggia
Publicado: 14/11/2014 09:31  Atualizado: 14/11/2014 09:31
Colaborador
Usuário desde: 12/01/2011
Localidade: Joinville - SC
Mensagens: 2640
 Re: COMPLETA
Olá poetisa!

Que bom que não falta nada. É sempre muito bom quando nos sentimos completos.

Gostei de ler-te.

Parabéns.

Abraço.

Enviado por Tópico
Liliana Jardim
Publicado: 14/11/2014 10:18  Atualizado: 14/11/2014 10:18
Luso de Ouro
Usuário desde: 08/10/2007
Localidade: Caniço-Madeira
Mensagens: 4527
 Re: COMPLETA
Ola Karla

Poema reflexivo balançando na orla da vida
Gostei de te ler poetisa

Beijinhos

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/11/2014 11:52  Atualizado: 14/11/2014 11:52
 Re: COMPLETA
*Karla! Sempre intensa e plena tua escrita.
Saudades.
Beijoka*