https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

O COMEDOR DE PEDRAS

 
O COMEDOR DE PEDRAS
 


O tempo marca-se pelo passar das coisas,
Pelo nosso próprio passar!
Há o que passa e o que permanece.
O mundo não passa: permanece.
A vida não passa: permanece.
O mundo e a vida escampam ao marcador do tempo.
Nós, as coisas e tudo mais sofreram a ação corrosiva do tempo,
Somos alimento do tempo que come suas próprias filhas: as pedras!
O tempo só marca o transitório.
O relógio marca as horas no meu pulso,
A cada segundo um impulso!
Para quem espera: infinito;
Para quem goza: um grito!
O tempo, porém, nem lento nem veloz:
Permanece apenas, quem passa somos nós.






Manoel De almeida

 
Autor
ManoelDeAlmeida
 
Texto
Data
Leituras
2353
Favoritos
4
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
43 pontos
3
4
4
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 08/12/2014 11:25  Atualizado: 08/12/2014 11:25
 Re: O COMEDOR DE PEDRAS
gostei dessa filosofia sobre o tempo em relação às gentes e às coisas. parabéns, Manoel.

Enviado por Tópico
Ro_
Publicado: 10/12/2014 18:13  Atualizado: 10/12/2014 18:13
Colaborador
Usuário desde: 25/09/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 3962
 Re: O COMEDOR DE PEDRAS
Linda escrita!
Adorei ler!

*-*

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/12/2014 10:34  Atualizado: 11/12/2014 10:34
 Re: O COMEDOR DE PEDRAS
3