https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Aroma de alecrim

 
Num Domingo assim como o de hoje
Sossego o meu corpo já cansado
Acendo uma vela na beira da lareira
Com aroma de alecrim no seu velado
Como é bom um Domingo de pasmaceira
Enfrente ao ecrã e ao teclado, passa o filme
Enquanto a Sakura se rebola na dianteira
De guiso que telinta sem parar, e a fitar-me,
Bate com a pata na bola que brilha na árvore a tiritar,
a Nina logo aparece no seu brincar.
Neste cenário o Natal faz-se chegar,
As luzes batem no embaciado da janela
Encosto o queixo aos joelhos a pensar,
Escuto sorrisos, neste descanso de aguarela;
Onde a paisagem sempre me deixa a sonhar.


Cristina Pinheiro Moita /Mim/

 
Autor
mim
Autor
 
Texto
Data
Leituras
444
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
1
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 19/12/2014 11:11  Atualizado: 19/12/2014 11:11
 Re: Aroma de alecrim