https://www.poetris.com/
Poemas : 

José Manuel Brazão

 
José Manuel Brazão nascido a 14 de Março

"ACREDITEMOS SEMPRE...

Acredita em mim
e não digas:
“mas quase acredito”,
porque no amor e na vida
não sei mentir,
uso a verdade mesmo que magoe!

Meu amor por ti
de olhos bem abertos
é claro como a água
do lago da paixão,.onde nos cruzámos
e para sempre ficámos!"

José Manuel Brazão

Os sonhadores não morrem

Os sonhadores não morrem
Voam para lá das paredes,
Deixam lágrimas,
Amores perdidos,
musas irreais.
Uma vida de luta,
Medos intrínsecos,
Doenças
E noites mal dormidas.
Amores impossíveis,
idades ilusórias,
flores, amores e amoras.
Chuvas na vidraça,
perdas
E solidões.
O vaguear, o ensinar e o aprender.
Deixam amizade, amor e tristeza.

Os poetas morrem
Mas não partem
Enquanto os mantermos vivos.

Cristina Moita


Cristina Pinheiro Moita /Mim/

 
Autor
mim
Autor
 
Texto
Data
Leituras
50
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.