https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Previsão

 
Teus olhos brancos d’água
postos no meu vestido
ainda na vitrine
e as correntes marítimas
no mesmo curso milenar.


Pesando em mim
um amor vermelho,
essa dor que guardei
pra sentir amanhã.


Amanhã não me cortarei os pulsos;
mas beberei do teu vinho quente,
num quase morrer.


Depois, nós dois em atonia
dividindo um carlton.


E o mundo
- pelo que consta aqui nos meus arquivos –
sem nos dar qualquer importância.

 
Autor
Amora
Autor
 
Texto
Data
Leituras
976
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
16 pontos
10
3
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Rogério Beça
Publicado: 21/04/2015 22:28  Atualizado: 21/04/2015 22:28
Colaborador
Usuário desde: 06/11/2007
Localidade:
Mensagens: 1604
 Re: Previsão
Maduro, muito maduro... Mastigável, quase, como esse vinho sem temperatura.
E para que interessa o mundo também?
Beijo amora


Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 21/04/2015 22:32  Atualizado: 21/04/2015 22:32
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16261
 Re: Previsão
Amora
Bom demais! Adorei a leitura!
Beijos!
Janna


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/04/2015 01:12  Atualizado: 22/04/2015 01:12
 Re: Previsão
Fabulosa previsão.
Bjs


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/04/2015 03:50  Atualizado: 22/04/2015 03:50
 Re: Previsão
Uaaaaaaaaaaaau! Que máximo de poesia moderna


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/04/2015 16:38  Atualizado: 22/04/2015 16:38
 Re: Previsão
Isso é belo Amora!

Parabéns!

Beijos.

*Anggela*