https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Seda Tingida

 
Tags:  solidão    tristeza    Seda Tingida  
 
Tenho medo do escuro
Mas o claro traz também
Este podre e pobre mundo
Que aos olhos é muito além

Este escuro tinge o claro
Que já não clareia aqui mais...
Luz é algo deveras raro
No breu não trazendo paz

Harmonia à mim nunca chega
Quando o lustre à mim apaga
Pois o negro pinta a seda
Que da tristeza se embala

Minhas rosas eram rosas
E meu sorriso era branco
Quando corria com ventosas
De todo meu puro encanto

Só resta a seda escura...
Lembro de quando era clara
Donde nem com curta vara
Acabava com a jura




 
Autor
MatheusBelfort
 
Texto
Data
Leituras
860
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
6
3
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 23/04/2015 21:32  Atualizado: 23/04/2015 21:32
Usuário desde: 07/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 16055
 Re: Seda Tingida
Quadras saborosas, meu caro. Vamos caminhando muito bem. Um abraço do amigo do lado de cá. Valeu, Matheus!


Enviado por Tópico
kripy
Publicado: 24/04/2015 13:16  Atualizado: 24/04/2015 13:16
Membro de honra
Usuário desde: 26/05/2010
Localidade:
Mensagens: 3060
 Re: Seda Tingida
olá meu amigo MatheusBelfort,mais um em que fico por seu fá,um enorme abraço,kripy.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 25/04/2015 17:01  Atualizado: 25/04/2015 17:01
 Re: Seda Tingida
Um belo poema em em estrofes de rimas externas e alternadas