https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

As Mães Nunca Morrem

 
Não,
As Mães nunca morrem!

Mãe é Luz acesa
Na imensa escuridão da noite,
É vida primeira
Na nossa vida,
Bandeira de Amor hasteada
Em todos os palcos, prantos e sorrisos
De nós.

Mãe,
É pele primeira, é sangue, é cordão umbilical
É grito de dor e alegria maior,
Sublimação das esferas,
Deusa de todas as quimeras!

Mãe,
Poderá ser primeira e derradeira palavra.
É fragata em alto mar,
Sobrevivente,
A todas as preces.

Ainda que se despedindo
Em seu último fõlego,
Mãe não parte!

As Mães nunca morrem!
Sempre no Inverno, na Primavera, no Verão e no Outono
Elas estarão acolhendo seus filhos pela mão
Plantando flores diversas em seus peitos,
Sussurrando sábios conselhos
Na voz da maresia,
Em cada gaivota que passa.

Mãe,
É, e será sempre teu cais de silêncio
Tuas mãos entrelaçadas na berma da Ternura
Desafiando o Tempo.

Elas ficam do outro lado,
Fiando memórias,
Tecendo a eternidade,
Aguardando-nos.


© Célia Moura

© Célia Moura – (A publicar)
 
Autor
CéliaMoura
 
Texto
Data
Leituras
842
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
18 pontos
4
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 04/05/2015 01:20  Atualizado: 04/05/2015 01:21
 Re: As Mães Nunca Morrem
Mãe é tudo que tu descreves e muito mais que não caberia aqui...lindo

fabio


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 07/05/2015 00:59  Atualizado: 07/05/2015 00:59
 Re: As Mães Nunca Morrem
Adorei a última estrofe. É tão bela a ideia da mãe tecer a eternidade...
bjs