https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Ainda hoje resplandeces

 
Ainda hoje resplandeces
Consolação bendita
Estremecendo Luz
Entre os cardos.

E, faminta exalto
Tua justiça
Ó Lei sublime talhada em alva
Num baptismo a transbordar inflamada graça!

Ainda hoje,
No Jardim do firmamento
Com a agonia gemendo entre as mãos
Te beijei.
E, no deleite de todas as fontes me saciei
De magnificência....
Entrelacei teu odor nos cabelos
E fui dançar,
Rebolar a aura no areal
Do esquecimento,
Espumando sal...
Sim, não cessei de dançar

Nas mãos do temporal
Só para te anunciar vestida de renúncia
Insubmissão rasgada
Oferenda sacra
Aos profetas do mar.


© Célia Moura

© Célia Moura, in "Enquanto Sangram As Rosas..."
 
Autor
CéliaMoura
 
Texto
Data
Leituras
343
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
2
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jorge-Santos
Publicado: 16/05/2017 21:15  Atualizado: 16/05/2017 21:15
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 1935
 Re: Ainda hoje resplandeces
belo