https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

HIBERNAÇÃO

 
HIBERNAL
Autor: Carlos Henrique Rangel

Sim...
Não quero mais.
Prefiro a solidão
A essa cruz de paixão.
Prefiro a dor do vazio
A essa obsessão.
Sim...
Não quero mais.
Desejo o frio eco do nada
A essas lágrimas de ingratidão.
Não...
Não sofrerei mais
Não como agora...
Prefiro o gelo hibernal
Do peito
À febre descontrolada do amor.
Sim,
Não quero mais...
Não.

 
Autor
PROTEUS
Autor
 
Texto
Data
Leituras
225
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
2
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martims
Publicado: 13/05/2015 12:37  Atualizado: 13/05/2015 12:37
Colaborador
Usuário desde: 12/08/2013
Localidade:
Mensagens: 6795
 Re: HIBERNAÇÃO
Ecos sentidos pelas lágrimas que desce pelas faces num planto silêncio