https://www.poetris.com/
Poemas : 

CONCRETO

 
CONCRETO
Autor: Carlos Henrique Rangel

A concretude que era
Ocupando todo
O quarto
A sala
Cozinha
Se desfaz aos poucos
Como folhas no outono
Como folhas molhadas
Como sonho não anotado.
Aos poucos te esqueço
Em fotos
Em objetos que foram seus...
Nossos.
Esse caminho você fez
E eu o trilho agora.
Já não lembro a cor dos olhos
Os cabelos
Os seus beijos.
Há um fim eterno
Que acontece todos os dias
E já foram regados a lágrimas
E cervejas.
Agora menos...
Quase não sei o seu nome
Essas letras desbotadas no meu peito
(Obra abstrata em cinza).
Abro a janela
Esse Sol agora é só meu.

 
Autor
PROTEUS
Autor
 
Texto
Data
Leituras
173
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
4
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 26/05/2015 14:21  Atualizado: 26/05/2015 14:21
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 15994
 Re: CONCRETO
Proteus
Uma separação sempre dói, mas às vezes liberta! Beijos!
Janna


Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 26/05/2015 14:40  Atualizado: 26/05/2015 14:40
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 15994
 Re: CONCRETO
Proteus
As minhas separações sempre foram assim, guardamos as boas lembranças e nos tornamos amigos! Beijos!
Janna