https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

in pulsos frios

 
 
não é repentino
o sintoma degelando
aos poucos a consciência

percepção antiga
esta
de que o espaço em mim
tem dimensão maior
do que imaginado

vaguezas se inquietam
apetecem preenchimentos
intensos de labaredas de
sentimentos

o âmago, exigente
repreende-me
pela insuficiência do amor
que abasteço por
[talvez]
não queira eu
pagar o preço
que se paga quando
com muita munificência se ama?

decepção, medo, egoísmo. avareza...?

o que sabota
o esguichar do meu amor
para não ter a potencia
de um lança chama?












 
Autor
MarySSantos
 
Texto
Data
Leituras
1187
Favoritos
4
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
84 pontos
24
14
4
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Poeta.sem.Alma
Publicado: 27/05/2015 19:31  Atualizado: 27/05/2015 19:31
Colaborador
Usuário desde: 24/05/2015
Localidade: Lisboa
Mensagens: 586
 Re: in pulsos frios
Open in new window

(...)
"o que sabota
o esguichar do meu amor
para não ter a potencia
de um lança chama?"


Talvez, poetisa, o medo de uma ilusão mais...


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 27/05/2015 22:37  Atualizado: 27/05/2015 22:37
 Re: in pulsos frios
*glória, certezas?
sapiência, destreza?
sei lá...sei que tu ESCREVES muitoooooooooooo!
beijoka*


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 27/05/2015 22:56  Atualizado: 27/05/2015 22:56
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29801
 Re: in pulsos frios
Uma intensidade que esse amor é sentido pelos seios de nossos olhos, onde os beijos acontecem no folhar do insano amor


Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 27/05/2015 22:57  Atualizado: 27/05/2015 22:57
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 17680
 Re: in pulsos frios
Mary
Muito bom! Gostei imenso! Beijos!
Janna


Enviado por Tópico
Angy
Publicado: 28/05/2015 00:32  Atualizado: 28/05/2015 00:32
Colaborador
Usuário desde: 01/07/2014
Localidade:
Mensagens: 521
 Re: in pulsos frios
O que posso dizer ?
Sublime poema !


Enviado por Tópico
ALFA
Publicado: 28/05/2015 11:50  Atualizado: 28/05/2015 11:50
Colaborador
Usuário desde: 14/04/2015
Localidade:
Mensagens: 1298
 Re: in pulsos frios
Sempre almejamos o belo
Seja depressa ou devagar
Até se ascende ao castelo
Para rapidamente, lá chegar!


Com lança chama ou sem ele, essa força vencerá!

Beijo


Enviado por Tópico
karolis.br@sapo.pt
Publicado: 28/05/2015 14:20  Atualizado: 28/05/2015 14:20
Da casa!
Usuário desde: 17/04/2010
Localidade: Cascais. Portugal.
Mensagens: 368
 Re: in pulsos frios
Constato com todo o prazer que a inspiração está aí com uma força admirável. Poema belíssimo e muito bem escrito. Devo dizer que essa carga dramática me entristece bastante. Vai-se lá saber porquê, não é?!

"In pulsos frios". Trocadilho delicioso esse, mas de significado acutilante. Artilharia pesada sem saber da razão e sem condescendência. 'tá certo...!

Parabéns pelo texto/poema e pelo talento notório em sua escrita!

Um beijo carinhoso do Carlos!



Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 01/06/2015 13:34  Atualizado: 01/06/2015 13:34
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12514
 Re: in pulsos frios
Minha Amiga, quem medo do amor é porque teme a vida e a vida é para se viver na felicidade, sem amor ela é imperfeita. Só com amor, força e pulso nos podemos realizar! Beijinhos amigos e carinhosos Vólena


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 02/06/2015 10:23  Atualizado: 02/06/2015 10:23
 Re: in pulsos frios
Poesia, pura poesia, parabéns!


Enviado por Tópico
JoeWeirdo
Publicado: 18/06/2015 16:37  Atualizado: 18/06/2015 16:37
Da casa!
Usuário desde: 11/03/2010
Localidade:
Mensagens: 439
 Re: in pulsos frios
Como sempre, me impressionando!


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 23/07/2021 20:24  Atualizado: 23/07/2021 20:24
 Re: in pulsos frios
o que sabota... lança chama e queima tudo. eu diria que a culpa é do viagra visto que com essa idade a única coisa que o teu amor pode ter é língua. então isto é poesia! e a fotografia! mudaste! tá bem. pronto. é poesia brasileira eheh
uma boa noite