https://www.poetris.com/
 
 
Uma foge da vida.
Nunca soube pecar.
Vive do mundo escondida.
O que mais faz é rezar.

A outra troca de cama,
de homem, de bar, de dor.
A todos finge que ama.
A ninguém deu amor.

Uma lembra o passado.
Menina livre a brincar.
Destino foi modificado.
Sequer sabe chorar.

A outra relembra, saudosa,
menina calma e feliz.
Alguém, em noite chuvosa,
fez com ela o que quis.

Uma reza por mim.
A outra meu corpo deseja.
Delas tenho pena sim.
Nada a fazer. Assim seja.


" Quando Poeta, sou livre para voar, junto aos meus versos, rumo ao infinito. "

Télio Diniz

http://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/2.5/pt/deed.pt_PT



 
Autor
Teli
Autor
 
Texto
Data
Leituras
290
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
13 pontos
1
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
UMA MULHER UM POEMA
Publicado: 25/06/2015 18:18  Atualizado: 25/06/2015 18:18
Colaborador
Usuário desde: 26/04/2006
Localidade: São Paulo/SP
Mensagens: 2962
 Re: DUAS
Boa tarde, amigo Télio!

Beleza e criatividade em seu poema!

Parabéns e um forte abraço!