https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

TODO O RESTO

 

“Não é a distância geográfica que separam as pessoas, mas sim o deserto do querer que viola a reciprocidade dos desejos”
MJ.

O amor mais nos ilude do que compensa,
Ah uma fração que é benigna bem feitora,
Mas todo o resto é veneno sem remédio.

Ah um abismo entre o desejo e o fato,
E nesta ânsia o apaixonado escorrega,
E nunca mais se equilibra deste ato.

Um culpa ao outro pelo mal que o denigre,
Na verdade não ah um réu a ser confesso,
É da natureza esta nossa plena calamidade.

O amor entorpece.
Nos tira o senso.
E desaparece.


Enviado por Miguel Jacó em 11/08/2015
Código do texto: T5342252
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Miguel Jacó

 
Autor
Migueljaco
 
Texto
Data
Leituras
306
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
4
4
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martims
Publicado: 11/08/2015 14:31  Atualizado: 11/08/2015 14:31
Colaborador
Usuário desde: 12/08/2013
Localidade:
Mensagens: 6797
 Re: TODO O RESTO
O amor é maravilhoso, mas també indiferentem, tem momentos que nos machuca profundamente.

magnifico

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 11/08/2015 15:43  Atualizado: 11/08/2015 15:43
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16193
 Re: TODO O RESTO
Miguel
Apreciei a leitura! Beijos!
Janna

Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 11/08/2015 18:02  Atualizado: 11/08/2015 18:02
Colaborador
Usuário desde: 21/01/2015
Localidade: Sol Poente
Mensagens: 6491
 Re: TODO O RESTO
Apesar das adversidades, o amor é fiche e é pra manter, o importante é saber alimentá-lo.
Belo poema, adorei-parabéns Miguel.
Abraço!
upanhaca

Enviado por Tópico
Eureka
Publicado: 14/08/2015 10:39  Atualizado: 14/08/2015 10:39
Colaborador
Usuário desde: 02/10/2011
Localidade: Lisboa
Mensagens: 4239
 Re: TODO O RESTO
OLá Miguel.

Adorei este teu poema, cheio de verdade e bem conseguido. Parabéns, ficou belissimo.

Há uma ideia recorrente , neste teu poema, que já identifiquei noutros que aqui partilhaste, e que é sábia: - "A neblina cerebral" que cerca cada pessoa que se deixa apaixonar e se dá inteiramente ao amor - esse apaixonamento vai deixar irremediavelmente a pessoa mais "cega" para o que lhe convém, e em nome desse amor se priva do que lhe chega a fazer falta. Tu me fizeste ver isto em tuas palavras há tempos atrás, e eu só tenho de concordar e agradecer. Sou muito "boba" como apaixonada... rsss.

Beijinho
Eureka