https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Introspecção : 

Tempo estranho

 
Quanto mais tempo
vou gastando do meu tempo
menos tempo me vai restando
para entender este tempo, em que vivo...

Olho em minha volta e o que vejo
é um tempo desgastado, desinteressante,
pois tudo o que antes
era um tempo de alegria e sinceridade,
agora não passa de um tempo
de conflitualidades e ambiguidades!

Confesso-me cansado deste tempo
que me consumiu a crença
de que eventualmente outro tempo
seja melhor do que este,
no pouco tempo que certamente me resta!

José Carlos Moutinho
13/8/15


 
Autor
zemoutinho
 
Texto
Data
Leituras
279
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.