https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Desilusão : 

À DERIVA

 
Tags:  sextilha    METRO MENOR  
 
Meu torso é dourado
pois o sol, dobrado,
tem duplo queimar.
Duas vezes cruel:
abrasa no céu,
se espelha no mar.

Valente marujo,
das brigas – não fujo,
dos fracos – me apiedo.
Sou bom e tirano,
cresci no oceano:
o mar é meu credo.

Quem vive no mar
só fala consigo,
não tem um amigo,
nem tem quem amar.

Eu amo as estrelas
e a lua, nas velas,
deitando o luar.
Não tenho anseios
nos meu devaneios:
eu vivo no mar!

 
Autor
ALEBA
Autor
 
Texto
Data
Leituras
335
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.