https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

FÊMEA

 
Tags:  soneto poesia amor  
 

Quero caminhar livre...Ter em mim, toda a magia.
Saborear o gosto da vida, seiva que me desperta.
Sentindo sob meus pés, um pulsar que se oferta
Como força da terra, erupção em chamas, ousadia...

E deixar fluir dos poros o que me é de essência
Que me queima as entranhas da carne, o "ser"
Revelando toda a face, todos os tons do querer
Acendendo do meu corpo, as veias da existência.

Quero provar da vida toda a intensidade , o mel
Nada temer, por nada deixar-me domar, ser corcel
A lançar-me buscando o que há em mim simplesmente

Percorrendo por labirintos d'alma em fogo ardente
Guiada apenas pelo que me habita como alma gêmea
Até desabrochar, tal rosa encarnada, o que sou...Fêmea!

Rita São Paulo

 
Autor
RitaSãoPaulo
 
Texto
Data
Leituras
579
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
0
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.