https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Deixa-me cair

 
Deixa-me cair do coração, não me segures mais
Deixa que me esborrache de facto
Reutiliza os meus ossos para sabão
A minha língua dá-a ao gato

Os meus dedos que nunca tocaram piano
Oferece-os à caridade
Para que peçam esmola nas feiras, nus e sem
vaidade

Os meus olhos, queima-os num maçarico de gás
butano
Azuis de tanto terem olhado o céu
Para que os pintores de futuros jamais se
equivoquem
E o azul verdadeiro do mar, por coisa nenhuma
troquem

O meu sexo, conserva-o em formol
Expõe-no no salão de chã da vila, ali junto aos
bolos de creme
E deixa que as madames o vejam encolhido como
caracol
E bebam a infusão como quem geme

Eu não fui nesta vida mais que prazer
Onanismo, masturbação
Mereço o desprezo da tua alma
Que me deixes cair redondo no chão

E quando na calçada o resto de mim não for senão
uma mancha
De tanto ser calcada, espezinhada
Lava-me na pedra com o sabão dos meus ossos
Vira costas ao tempo
E esquece com alento
Que um dia vivi dentro do teu coração

José Ilídio Torres
in: «Os poemas não se servem frios» Temas Originais 2010


O meu verdadeiro nome é José Ilídio Torres. É com ele que assino os meus livros.
Já publiquei 10 obras em géneros diversos: crónica, romance, conto e poesia.
Foi em 2007, aqui no Luso, que mostrei pela primeira vez.

 
Autor
SilvaRamos
 
Texto
Data
Leituras
2135
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
7 pontos
3
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
s.i.s
Publicado: 02/12/2015 17:52  Atualizado: 02/12/2015 17:52
Muito Participativo
Usuário desde: 01/12/2015
Localidade: São Paulo
Mensagens: 85
 Re: Deixa-me cair
As vezes me estarrece as dores viscerais que o ser humano é capaz de suportar sem sucumbir.


$am i see

Enviado por Tópico
Betha Mendonça
Publicado: 03/12/2015 00:35  Atualizado: 03/12/2015 00:35
Colaborador
Usuário desde: 01/07/2009
Localidade:
Mensagens: 6741
 Re: Deixa-me cair
Torres,
Gostei ler esse versos viscerais, cunhados com mãos que ferem as letras e desafiam os sentidos físicos e psicológicos do leitor.

:)*

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 04/12/2015 10:26  Atualizado: 04/12/2015 10:26
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29335
 Re: Deixa-me cair
Aquilo que se aprofundam nos olhos da vida, que o coração não o enxergam, são os sentidos que choram os falsos sentimentos, nos levam a um insano tormento, desanimador, intensa amor.

martisns