https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

ANGÚSTIA POÉTICA

 
ANGUSTIA POÉTICA
Autor: Carlos Henrique Rangel

 Não sei menina...
Quase morro de angustia por não conseguir
Passar certas coisas que estão guardadas aqui.
Meu peito quer pular
E minha alma berra batendo asas...
Mas falta alguma coisa...
Queria inventar uma linguagem
Que dissesse tudo o que penso...
Gostaria de criar uma poesia com odores e lágrimas...
De escrever um beijo eterno
E abraços que não se desfazem...
Como gostaria de mastigar poemas em praça pública
Qual rosquinhas de amor.
A vida para mim é com a casa da bruxa
Da estória de Joãozinho e Maria... Quero devorá-la com sofreguidão
e berrar pétalas de rosas...
 Mas como?
Como seria?  
Como traduzir o que só existe
No mundo dos sonhos
Ou nos reinos das fadas?
Transformar em palavras
O gosto do beijo da pessoa amada?
Como descrever com cheiro e textura
O que habita um coração apaixonado?
Como colorir o som de um luar?
Como dizer sem dizer?
Ou, sem dizer, dizer tudo?
 Não sei menina...
Quem sabe um dia
No fim do caminho.
Ou quando a tinta se esgotar
Não arranharemos as páginas
Com a exposição do mistério?
Nesse dia nossos corpos brilharão como A resposta que procuramos... Seremos "A POESIA".

 
Autor
PROTEUS
Autor
 
Texto
Data
Leituras
282
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
4
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Branca
Publicado: 14/01/2016 11:46  Atualizado: 14/01/2016 11:46
Colaborador
Usuário desde: 05/05/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 2972
 Re: ANGÚSTIA POÉTICA
Carlos, pra mim simplesmente maravilhosa tua poesia!
Que vontade louca de ser feliz!
Gostei muito!
Fica meu beijo.
Branca.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/01/2016 13:46  Atualizado: 14/01/2016 13:46
 Re: ANGÚSTIA POÉTICA
Olá Proteus!
Que poema maravilhoso!
Sempre passo por esta "Angústia poética"
Quando quero gritar " o que acontece no mundo dos sonhos"
Que tudo seus versos!