https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Mesmo fisgado a arpéu parecia mais feliz

 


Dizia aos mais próximos ser raro o lamento diário,
parecia ser mais feliz que um idiota usando chapéu;
embora ali agora parecesse ser um triste fadário,
queria abrir uma porta sem luz longe do fogaréu,
leve como os seixos nas águas de um rio deslizante,
seguia amassando as nuvens do azul ora flutuante.

Embora ali e agora parecesse ser um triste fadário,
dizia aos mais próximos ser raro o lamento diário,
caminhando ledo ao longo das costas num pangaré .
Cauteloso sabia que piranhas não devoram o povaréu,
porém, estará constantemente olhando aquele balé
mais que se vendo privado de mais outro torpe labéu.

Embora ali e agora parecesse ser um triste fadário,
só queria abrir uma porta sem luz longe do fogaréu.
Dizia aos mais próximos ser raro o lamento diário,
Escorregou agonizante, irado a inveja pareceu pitéu,
mesmo deitado no céu sem nuvens e fisgado a arpéu.
parecia ser mais feliz que um idiota usando chapéu.

 
Autor
FilamposKanoziro
 
Texto
Data
Leituras
309
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.