https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

Coração de Pedra

 
Open in new window
Coração de Pedra

Neste dia quente, um sol abrasador
poesia insolente
leio-a
a beira mar, no calor.
Gorjeia a gaivota, lutando contra o vento
a areia branca margeia a onda
desenhadamente.
Na solidão um leve pensamento
a balizar a poesia.

Não tenhas medo do fim do dia
Nem da cantilena surda na frente de casa
É apenas um coração, de pedra fria esburacada
Em um mundo velho, de ideias ultrapassadas

Tão estranho é este mundo
Se mal pode compreender o tempo de um segundo
Como entender a tua eternidade
Como entender o amor verdadeiro
Se ele é feito na verdade
por inteiro.
Da entrega. . .da renúncia. . .da bondade.

Não tenha medo da noite tão fria
Deste inverno que insinua a madrugada
É apenas a esperança do coração, da tua amada

De uma lágrima que sai, dos olhos em fuga
Um olhar divino
De um rosto escaqueirado e cheio de rugas.

Alexandre


 
Autor
montalvan
Autor
 
Texto
Data
Leituras
801
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.