https://www.poetris.com/
Poemas : 

O MELÔMANO

 
O MELÔMANO

Tenho andado distante ultimamente,
Como soasse uma música p’lo peito
Cujas vãs vibrações me têm me afeito
Ao me levar às cegas para frente!

Ouço atento e há encanto tão-somente...
Embora seja em seu próprio proveito,
Mais o meu coração nas mãos estreito
Até ficar pequeno ao que ressente.

“A partir de hoje vou me permitir”
-- Devaneava... -- “Ignorar as ignorâncias,
Apesar do pesar de tantas ânsias”...

Enquanto silencio em mim a ouvir,
Das angústias extremas do tenor,
Mais altíssimas notas em tom maior.

Betim - 06 03 2014


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
177
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.