https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

CENSURA, A ARMA DOS AUTORITÁRIOS E FRACOS

 
CENSURA:
A censura é a arma dos fracos.
Dos que não sabem argumentar e defender o seu ponto de vista, suas ideias e suas crenças.
Censura é a arma dos incompetentes e intolerantes que preferem calar os seus opositores usando a força de suas leis manipuladas e deturpadas ou mesmo as armas e a violência.
Quando a censura impera é porque a democracia já foi vencida. Já está doente. Em fase terminal.
Os governantes não representam mais todo o povo e sim uma parcela da população. A pior delas.
A mais fraca intelectualmente.
A mais debilitada culturalmente.
A mais atrasada e conservadora.
O caminho está aberto para o fascismo.
(Proteus).

 
Autor
PROTEUS
Autor
 
Texto
Data
Leituras
390
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
2
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
RicardoC
Publicado: 17/01/2020 20:55  Atualizado: 17/01/2020 20:55
Colaborador
Usuário desde: 29/01/2015
Localidade: Betim - Minas Gerais - Brasil
Mensagens: 4209
 Re: CENSURA, A ARMA DOS AUTORITÁRIOS E FRACOS
Caro, Proteus, que dia o de hoje, não?!

Perdido o verniz democrático, todo o evocar d'um conservadorismo que até poderia ser legítimo dentro da pluralidade das forças políticas em debate é exposto sem meias palavras: Fascismo!

O projeto d'uma arte nacional concorde com a religiosidade pós-moderna do cristianismo neopentecostal e o nacionalismo revisionista exclui completamente a minha poesia. Se os operadores literários passarem a seguir a esquizofrenia d'estes senhores, a literatura produzida no Brasil será tudo, menos relevante. Afinal, que interesse haverá para o constante remoer de ódios aos outros?

Minha arte, degenerada o coisa que o valha, pode ser borrada à vontade pela censura dos que vomitam impropérios... Jamais alinharei meus textos -- que não se pretendem nem à esquerda nem à direita -- com a doutrinação dos valores ultrapassados que os governantes actuais parecem referendar.

O que se vê, na Educação e na Cultura, é um revanchismo imbecil incapaz de criar algo verdadeiramente novo e prazeroso para chamarmos de conhecimento. Resta-lhes plagiar vergonhosamente o Nazismo sob pena de serem obrigados a remover a tinta vermelha com que cobriram as frases censuradas para que o público possa ler algo verdadeiro e libertador.

No mais, mentiras de mentiras sustentam o absurdo, não nações.

Abraço, RicardoC.