https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Nessuno - recitado

 


Registo auroras com que sonhei
Incontáveis alvoradas em que divaguei.

Triste despertar nublado pela manhã
Ânimo, suturado à letargia n' esperança vã

Magno sentimento da minha essência;
Alma triste rogando ao Céu clemência

Responso o amor ao santo de Lisboa
Irracional prece, num canto, à toa

Algemado à providência que m' atordoa!
Colecciono talismãs e deuses para "protecção"

Hipoteco o amor numa só paixão
Agarro-me à esperança sabendo-a perdida

Garimpo à margem a gema preferida
Anestesio-me lacrimejando sobre o meu verso
Sentencio-me a rendição à força do Universo

Distancio-me da tempestade da indiferença
Incentivo-me com a sua anuência e
Acovardado sujeito-me à penitência
Sofrendo com o desprezo à minha presença

Descubro-me a cada manhã com autoconfiança
Enterro-me a cada noite sem esperança
Ato-me à vida com um fio d'ouro cobreado
Ligo-me, dia a dia em sintonia com a sorte

Minto-me, ignorando o destino marcado
Ergo-me à conquista até que a vida me aborte
Inspiro-me na paixão e amo por intuição

Devaneio dia a dia sem qualquer planificação
Anseio apenas o dia em que eu lhe importe

Manufernandes


Não sou poeta mas, quem sabe, um dia escreverei
um texto que (pela persistência e sorte) possa ser lido como poema


 
Autor
Manufernandes
 
Texto
Data
Leituras
480
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
36 pontos
4
4
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Manufernandes
Publicado: 02/04/2016 14:03  Atualizado: 02/04/2016 14:03
Subscritor
Usuário desde: 09/12/2013
Localidade: Lisboa
Mensagens: 3860
 Re: Nessuno - recitado p/ desconhecido
Obrigado pelo favorito
pena não ter comentado
a crítica é mto importante para mim
abraço
Manu

Enviado por Tópico
Eureka
Publicado: 17/04/2016 12:14  Atualizado: 17/04/2016 12:14
Colaborador
Usuário desde: 02/10/2011
Localidade: Lisboa
Mensagens: 4239
 Re: Nessuno - recitado
Ah Manu...

Versos maravilhosos sob o efeito de uma extraordinária inspiração te conduziram até aqui.

Ainda bem que partilháste este poema.
Lavou-me a alma, embora me tivesse deixado em lágrimas.
Como sempre é muito especial ouvir-te a declamar a poesia, aqui apenas um pequeno reparo, que vale apenas por ser a minha opinião: poderias ter dado uma cadência menos demorada à declamação. De resto, é um magnifico poema de amor que eu ouvi com muita admiração.
Parabéns

Beijos
Maria

Enviado por Tópico
Nininha
Publicado: 17/04/2016 14:15  Atualizado: 17/04/2016 14:15
Colaborador
Usuário desde: 14/04/2016
Localidade:
Mensagens: 1717
 Re: Nessuno - recitado P/ Manufernandes
Plena harmonia entre o que é "dito" e a música "descrita".
Parabéns gosto, gosto

Enviado por Tópico
SEMEANO
Publicado: 07/05/2016 19:00  Atualizado: 07/05/2016 19:00
Da casa!
Usuário desde: 18/02/2014
Localidade: Lisboa - Portugal
Mensagens: 383
 Re: Nessuno - recitado
Boa tarde Manu,
De facto o amor e a paixão de fato é que move o mundo e nos dá inspiração.
Parabens,
Abç
Semeano