https://www.poetris.com/
 
Textos -> Outros : 

Imaginação

 
Parecia ser uma simples manha de primavera, eu acordei com os raios do sol entrando pelas frestas da minha janela do meu humilde quarto,abrias meus olhos sentindo o despertar de minha alma,ao me levantar seguindo na direção de minha janela por onde vinha aqueles raios do sol da manha, ao abri-la me deparei com um dia perfeito ,céu azul perfeito. me debrucei na janela e comecei admirar a beleza da quela manha que apenas começava era só o começo do dia que eu estava a contemplar,meu olhar se perdia em tudo aquilo que avistava, era só o começo. quando me vi presa nos pensamento que me levava a um lugar onde eu podia ver a mais bela das belas imagem que me iluminava os olhos, era tão bela que meu coração disparou, batia forte como uma trovoada,eu estava tão fora de mim que nem mais via nada a não ser a imagem que me parecia agora, era um anjo tão lindo que tinha uma alma que me cativou com apenas um olhar, um sorriso, meu coração continuava a bater disparada sem compasso nem ritmo algum apenas batia cada vez mais forte, eu eu continuava na minha janela mais daquela janela eu estava num céu que não queria mais voltar, eu ali debruçada apenas ali mais meus olhos e pensamento avistavam coisas tão lindas la fora que minha alma se debulhava de felicidade, era como se eu estivesse flutuando sem sair do chão.e assim foi passando a manha e quando me dei por mim já era tarde e eu ali apenas ali te olhando da minha janela..........


Zilka

 
Autor
zika
Autor
 
Texto
Data
Leituras
318
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
13 pontos
1
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 27/04/2016 18:52  Atualizado: 27/04/2016 18:52
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29310
 Re: Imaginação
Nossos sentidos é como os ventos tocam em outro ser, sentimos isso qusndo os corações pulsam as verdadeiras emoções de um amor candido.

excelente poema