https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

Á BEIRA MAR

 
Caminhava na areia á beira-mar
A leve brisa tocava-me no rosto
E fazia-me esquecer por uns momentos
Que existia
Era como se estivesse a flutuar
Nada ouvia
Nada sentia
Apenas caminhava
Por uns instantes parei
Suavemente passei as mãos sobre a areia
E o meu corpo tombou sobre ela
Já deitado
Contemplava o céu e as suas estrelas
A sua beleza era tanta
Que decidi contá-las
Mas uma delas movia-se constantemente
Irrequieta
Só mais tarde me apercebi
Que aquela estrela eras tu
Que me procuravas
Do outro lado do oceano

 
Autor
Paulo Silva
 
Texto
Data
Leituras
2021
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Rodrigo Cézar Limeir
Publicado: 29/02/2008 00:02  Atualizado: 29/02/2008 00:02
Muito Participativo
Usuário desde: 12/02/2008
Localidade: Sousa/PB (Brasil)
Mensagens: 58
 Re: Á BEIRA MAR
Prezado Paulo, ótima poesia, lembrança de um momento relaxante, e como são bons esses momentos, caminhar descalço na areia da praia, e ter tempo de pensar nos amores da vida, são coisas deliciosas, fascinantes.

Um abraço - Rodrigo Cézar Limeira

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 29/02/2008 10:41  Atualizado: 29/02/2008 10:41
 Re: Á BEIRA MAR
Olá Poeta, maravilhoso andar pela praia á noite e sentir o perfume da maresia entrando na nossa respiração! Eu amo fazer isso! Depois deitar na areia, na alfombra que nos envolve na condição mineral de ser, e vc termina brilhantemente, elevando a pessoa amada, "uma estrela", a te procurar nessa imensidão oceânica. Lindo, lindo, lindo! Amei!bjs