https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Sociais : 

TAMBÉM EXISTO

 
TAMBÉM EXISTO


Tenho a Síndrome de Cri-du-chat
E tenho deficiência intelectual
Infelizmente não sei me comunicar
Como uma criança dita "normal".

Não tive a oportunidade de estudar
Numa escola como qualquer criança.
Não aprendi a ler, escrever nem contar,
Muitos me olham com insegurança.

Sou feliz pertinho de minha mãezinha,
Pois ela me entende em qualquer situação.
Muitas vezes noto que ela está tristinha
Sinto, pois também tenho coração.

Não tenho em mim nenhuma maldade,
Quero que todos tenham consciência.
Olhe,também faço parte da sociedade,
Apenas sou uma criança com deficiência.


Na lei , tenho o direito de estudar garantido.
Meus desejo é brincar e crescer em liberdade.
Mamãe queria que eu fosse bem sucedido,
Mas muitos dizem que não tenho capacidade.

Sabe, sou um menino com muita alegria
Como toda criança, preciso de muito amor.
Não gosto mesmo de nenhuma gritaria,
Tristeza , solidão , injustiça e desamor.


Lucineide




A poesia corre em meu sangue
Como a água corre no rio
Sem ela sou metade de mim
Meu nome é fruto de poesia.





Poesia dedicada a meu sobrinho.
 
Autor
Lucineide
 
Texto
Data
Leituras
241
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
0
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.