https://www.poetris.com/
 
Contos : 

FALÊNCIA DO SÉCULO XXI

 
Tags:  trabalho    segurança    falência    século    MISERAVEL  
 
Fundada em 1886,com dezenas de empregados,
Tantos despendentes de um trabalho que sempre odiaram,
E agora para cumulo,
O fim da segurança,o prolongar do sofrimento,
Toda a gente detestava carregar com as caixas pesadas,carregar e descarregar sacos de feijão,sacos de milho,sacos de mandioca,sacos de feijão preto americano,
O principio da semana começa com um"mais uma semana nesta merda",
Nem horas extraordinárias pagavam quando as carrinhas e camiões eram carregadas para o Algarve pelas horas da madrugada ,
E para cumulo tudo acabou já nem isso existe,
Já nem a miserável segurança e o trabalho mediocre..nada resta agora...
A empresa e o armazem de Produtos alimentares,atravessou 3 séculos ..
Duas Guerras Mundiais,a transição da Ditadura para a Democracia..
A Tudo resistiu....Só agora tudo ruiu
Na falência do século XXI

SEMEANO OLIVEIRA


21 DE MARÇO 2016 - Participei na Coletanea de Poesia da EDIÇOES VIEIRA DA SILVA ,intitulada "ECOS DE APOLO"

 
Autor
SEMEANO
Autor
 
Texto
Data
Leituras
274
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 15/11/2016 10:09  Atualizado: 15/11/2016 10:09
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29310
 Re: FALÊNCIA DO SÉCULO XXI
Existem muitas coisas falindo nesse XXI, uma por incompetência, outra por políticas tomadas pelos governos. Seu texto tem muita verdade