https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

ORQUÍDEA

 
Ferve nos olhos despertos
chuvas caídas dum céu de inverno
que depois adoça.
Derrete no peito quente
o chão gelado dum glaciar
achado no fim do mundo.
Nas mãos, afaga flores da Babilónia
colhidas antes do despertar do sono.
No jeito, agita a cordilheira
mas beija cada serra ao entardecer.
Tem nome, como de flor
perfume de pétalas prensadas
mas é muito mais que um só canteiro
mais, ainda, que todo um jardim...


João Luís Dias

 
Autor
jluis
Autor
 
Texto
Data
Leituras
428
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
16 pontos
6
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Maddy
Publicado: 21/11/2016 21:47  Atualizado: 21/11/2016 21:47
Da casa!
Usuário desde: 06/11/2016
Localidade:
Mensagens: 216
 Re: ORQUÍDEA
Suave e discreto.

MD


Enviado por Tópico
Lusitâniamaria
Publicado: 21/11/2016 22:57  Atualizado: 21/11/2016 22:57
Super Participativo
Usuário desde: 19/11/2016
Localidade:
Mensagens: 142
 Re: ORQUÍDEA
Que bela orquídea. A flor que transforma e é eternizada num jardim, com amor.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/11/2016 18:03  Atualizado: 22/11/2016 18:03
 Re: ORQUÍDEA
Entrar aqui é deixar que a brisa da maré venha e me beije a alma!

Show. Sentimento ultrapassando a tela.
Perfeito.
Bjs!

Maria Laís!