https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Desilusão : 

Mentira

 
Tags:  poesia  
 
Não quería estar infeliz
Os meus olhos opacos oscilam
entre lembranças
O pesar é tudo o que resta
Suprimo a mim mesma a falsidade
E sei que foram só mentiras
não tem término nem princípio
É mentira tudo faz parte de um jogo
Um passatempo com pedras viciadas
Estigmatizado com precedência
O sol teima em chegar
Mas para mim é só escuridão
tristeza dentro de mim
Dor regada que me magoa
como os gumes de uma navalha afiada
quis aceitar a mentira como verdade
e na minha permanente confusão
sempre me enganei
mentiras, equívocos, promessas vagas
quero acordar deste pesadelo
bate-me, sacode-me que a loucura tomou conta de mim
Estou louca! Dizes Tu!
Sim, estou louca mas de dor,
alienada por manter ainda esta ilusão de te amar e ser amada...

E.L.
2008/08/02


E.L.

 
Autor
Emilia Lamy
 
Texto
Data
Leituras
3154
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
8 pontos
8
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 09/03/2008 12:54  Atualizado: 09/03/2008 12:54
 Re: Mentira
Um poema cheio de tristeza mas lindamente escrito.
Quando o amor nos atraiçoa a dor e imensa mas tera que hacer sempre uma força que nos leve a ultrapassar essa dor encontrando um novo amor digno e belo para que os dias sejam mais alegres e lindos.


Enviado por Tópico
FredericoSalvo
Publicado: 09/03/2008 13:03  Atualizado: 09/03/2008 13:03
Colaborador
Usuário desde: 23/01/2008
Localidade: Belo Horizonte - MG - Brasil
Mensagens: 1327
 Re: Mentira
Momentos felizes certamente existem dentro de qualquer relação. Devemos lembrá-los com carinho. Se veio a desilusão, só nos resta erguer o olhar em busca de novos horizontes.

Parabéns pelo belo texto.

Abraços!

Frederico Salvo


Enviado por Tópico
Maria Verde
Publicado: 09/03/2008 13:16  Atualizado: 09/03/2008 13:16
Colaborador
Usuário desde: 20/01/2008
Localidade: SP
Mensagens: 3544
 Re: Mentira
Poema cheio de dor e mágoa querida poestisa! espero que as nuvens negras saiam o mais rápido possível deste céu. E quem já não esteve no emaranhado das teias da mentira. Lindo poema.

abraço carinhoso

Maria


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 09/03/2008 17:19  Atualizado: 09/03/2008 17:19
 Re: Mentira
Ai, como a mentira maltrata, Emília!
A mentira destrói os mais sólidos castelos, os mais puros amores e as mais fraternas amizades.Eloqüente poema!

Bjins meus, Betha.