https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Eu venho

 
Venho
Mas venho como estou
Mesmo tendo a maquiagem borrada e a cara lavada
Eu venho
Escondo minhas lágrimas e lhe dou meu sorriso inteiro
Venho
E nesta vinda infindável
Eu venho sem dor
Desmascarada
Eu venho por você!




Nanda

 
Autor
fernandamoreira
 
Texto
Data
Leituras
504
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
40 pontos
12
6
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
vandin99
Publicado: 17/02/2017 17:19  Atualizado: 17/02/2017 17:19
Da casa!
Usuário desde: 03/01/2015
Localidade: nova friburgo rj
Mensagens: 295
 Re: Eu venho
Muito bom fernanda

"Te entregas a tua metade com a melhor parte que tens"

boa tarde beijos


Enviado por Tópico
Maddy
Publicado: 17/02/2017 18:13  Atualizado: 17/02/2017 18:13
Da casa!
Usuário desde: 06/11/2016
Localidade:
Mensagens: 216
 Re: Eu venho
Vale o sorriso e a alma no olhar. Bastam.

Gostei muito.

MD


Enviado por Tópico
Semente
Publicado: 17/02/2017 19:34  Atualizado: 17/02/2017 19:34
Colaborador
Usuário desde: 29/08/2009
Localidade: Ribeirão Preto SP Brasil
Mensagens: 8696
 Re: Eu venho/ para Fernanda Moreira
Um poema destravado de formalidade, e num contexto atual para retratar uma atitude tão intima. É como se desse pra ouvir o coração acelerar.

Parabéns por imprimir paixão nos teus versos, Fernanda. Foi o que eu senti, ao ler.

Beijinhos!!


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 17/02/2017 20:59  Atualizado: 17/02/2017 20:59
 Re: Eu venho
*De uma singeleza e sinceridade incriveis!
Bom te ler!
Beijoka*


Enviado por Tópico
Ro_
Publicado: 18/02/2017 00:42  Atualizado: 18/02/2017 00:42
Colaborador
Usuário desde: 25/09/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 3962
 Re: Eu venho

Sempre adorável ler-te, linda Nanda!
Amei!
Um beijinho!

*-*


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 19/02/2017 11:37  Atualizado: 19/02/2017 11:37
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29136
 Re: Eu venho
Palavra tocada pelo vento onde os sentidos é o maor, belo poema