https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Tristeza : 

AINDA HÁ VIDA

 
Open in new window

Há na alma um longínquo gemido
adágio de Chopin
aflorando latências
de uma verve ignorada
asas calcinadas...


há também, um destino emparedado
por perfumes fugidios
de uma roseira matutina
onde o esteio da mão
carpe em surdina seu horto de lágrimas...


há o sorrateiro disfarçar
da dor de quem sabe com renúncias
compor um caminho
absurdo de quem se recusa
a procrastinar o amor...



Maria Lucia (Centelha Luminosa)






Por não saber do brilho das estrelas,
alumio veredas dentro de mim


Open in new window


 
Autor
Semente
Autor
 
Texto
Data
Leituras
447
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
40 pontos
20
6
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
F.Serra.Pintor
Publicado: 13/03/2017 15:12  Atualizado: 13/03/2017 15:12
Colaborador
Usuário desde: 11/08/2016
Localidade:
Mensagens: 1127
 Re: AINDA HÁ VIDA
Semente
um poema triste, de um amor desamado de um dar sem receber ou receber apenas o que se lhe que dar
como sempre o resumo

"Há na alma um longínquo gemido
há também, um destino emparedado
há o sorrateiro disfarçar
absurdo de quem se recusa
a procrastinar o amor..."

bj
F.Serra


Enviado por Tópico
Angeline
Publicado: 13/03/2017 16:07  Atualizado: 13/03/2017 16:07
Colaborador
Usuário desde: 07/01/2017
Localidade:
Mensagens: 1295
 Re: AINDA HÁ VIDA
Olá amiga Semente
Li teu poema tão triste, ouvindo Chopin, tão lindo!
É assim o teu poema.
Lindo e triste.

"há o sorrateiro disfarçar
da dor de quem sabe com renúncias
compor um caminho
absurdo de quem se recusa
a procrastinar o amor..."

Beijinhos meus
Angeline


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 13/03/2017 16:10  Atualizado: 13/03/2017 16:10
 Re: AINDA HÁ VIDA
Há muito aqui, há vida aqui. Este poema viaja por intermédio da dor, da renúncia, o que talvez pudesse até ser considerado absurdo, se não soubéssemos... Como trocar o " amor" pela dor?? exatamente porque é na dor, é na Renúncia que contraditóriamente está o amor...e por mais que seja difícil aceitar, por mais que seja totalmente insano acreditar, é ali que está o verdadeiro amor...ah minha amiga...um dia conseguiremos trocar o disfarçar pelo atitude natural. beijo e obrigado pelo que escreveu...


Enviado por Tópico
Ro_
Publicado: 13/03/2017 16:16  Atualizado: 13/03/2017 16:16
Colaborador
Usuário desde: 25/09/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 3962
 Re: AINDA HÁ VIDA

Quanta vida, quanto amor, quanta dor.
Especialmente belo...!
Um beijinho, maravilhosa!

*-*


Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 13/03/2017 18:25  Atualizado: 13/03/2017 18:25
Colaborador
Usuário desde: 21/01/2015
Localidade: Sol Poente
Mensagens: 6453
 Re: AINDA HÁ VIDA
Neste horto de lágrimas, espero que essas lágrimas sejam de felicidade brotada da terra molhada do bem querer e que fecunde as ternas raízes de amor.

Lindo poema! Amei, parabéns.

Abraço
upanhaca


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 13/03/2017 20:26  Atualizado: 13/03/2017 20:26
 Re: AINDA HÁ VIDA
Tão belo poema querida amiga, tens uma maneira muito especial de escrever,que admiro e gosto e, muito.
Abraço para uma poetiza especial. Semente


Enviado por Tópico
Juanito
Publicado: 14/03/2017 07:12  Atualizado: 14/03/2017 07:12
Colaborador
Usuário desde: 26/12/2016
Localidade: España
Mensagens: 2662
 Re: AINDA HÁ VIDA
Querida poetisa, este poema é tão maravilhoso que nem achei tristeza nele, apenas vi uma beleza imensa e uma alma que vibra, chora, sente, vive e ama.

Meus mais sinceros parabéns

Beijos do teu fã.


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/03/2017 14:45  Atualizado: 14/03/2017 14:45
 Re: AINDA HÁ VIDA
ainda há vida e ainda há lagrima, domeu coração emocionado pela leitura. Parabéns, lindíssimo.


Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 14/03/2017 15:12  Atualizado: 14/03/2017 15:12
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12514
 Re: AINDA HÁ VIDA P/Semente
É lindo! tem, tristeza, emoção, beleza, muito sentimento, tem vida e o sorrateiro disfarce, completo. BEIJOCAS
e muita vida cheta de coisas boas Vó


Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 15/03/2017 02:19  Atualizado: 15/03/2017 02:19
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9285
 Re: AINDA HÁ VIDA
Boa noite Lucia, o amor carnal não é um sentimento desinteressado, porquanto padece de muitas pompas e circunstâncias, e primordialmente escravo da reciprocidade, parabéns pelo vosso incisivo poema, um abraço, MJ.

Enviado por Tópico
Joel-Matos
Publicado: 15/03/2017 08:43  Atualizado: 15/03/2017 23:19
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 1976
Online!
 Ind'há vida en'arte


Ind'há vida na real arte
De descrever sonhos, nem
Tudo é em vão e inútil ou
Puro engano est'arte d'ilusionista
Do pensar que há vida em Marte

Sei que há vida na arte sem
Ter de provar e mesmo com
A porta fechada sei o que vai
Lá dentro plo brilho por debaixo
Do postigo que é de pedra-lume

Ind'há vida em arte . ponto