Poemas -> Amor : 

… de encontro a mim

 

Dorme nos meus olhos o clarão do dia
por onde espreita o mar em ondas de silêncios

E a trovoada desaba de encontro a mim

Já não falam os dedos
e as palavras abraçam o passado
onde as gaivotas sobrevoam
os casulos abandonados dos versos

Evaporam-se as gotículas salinadas dos mares
e lá…em cima
as nuvens desenham silhuetas estáticas

E no peito descansam as pétalas
que pernoitam nas insónias febris



Escrito a 26/03/17


 
Autor
Liliana Jardim
 
Texto
Data
Leituras
116
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
13 pontos
1
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Haeremai-beijo azul
Publicado: 13/05/2017 23:15  Atualizado: 13/05/2017 23:15
Da casa!
Usuário desde: 02/02/2013
Localidade:
Mensagens: 317
 Re: … de encontro a mim
Um belo poema nostálgico.
Gostei de te ler.
Beijinhos azuis