https://www.poetris.com/
Poemas : 

Doce Inocência

 
Tags:  inocência    ignorância    Desconcerto do mundo  
 
Doce inocência

Sábio é o ignorante
Que vê na vida a sua essência,
Sem consciência da miséria
Que não alcança a doce inocência.

Abstraido de todo o mal
Vive a própria felicidade
Sem noção de todo o bolor
Que alcança a humanidade.

Pudesse eu desconhecer
Todo o mal que nos tormenta
Ser ignorante tal o sábio
E disfrutar da doce inocência.

Nesta obra, o sujeito poético contrasta a tristeza sentida por si mesmo, que coloca às mãos de todo o conhecimento que tem do mundo, com a felicidade de um sujeito ignorante, que "vive do que a terra lhe dá". Imagina, por isso, que se não fosse tão culto, poderia ignorar todo o mal do mundo e alcançar a felicidade. Vê, assim, o conhecimento como um fardo.
 
Autor
joemcgun
Autor
 
Texto
Data
Leituras
40
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
2
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
erro
Publicado: 19/06/2017 21:38  Atualizado: 19/06/2017 21:38
Colaborador
Usuário desde: 04/03/2016
Localidade:
Mensagens: 766
 Re: Doce Inocência
Já é sabido que o conhecimento mal administrado é mais uma espécie de maldição do que propriamente uma bênção.
Mas penso na grandeza do livre arbítrio em harmonia com um coração verdadeiramente agradecido, essa junção faz milagres acontecerem.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 22/06/2017 12:04  Atualizado: 22/06/2017 12:04
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 25503
 Re: Doce Inocência
lindo e prazerosos poema, encanto