https://www.poetris.com/
Poemas : 

*MEU DESERTO MEU CHÃO

 

Open in new window

*Meu Deserto, Meu Chão

Passei as primaveras sem colher
As flores esmaecidas murcharam
Quando as olhei num entardecer
Não mais sorriram, oh, amarelaram.

Olhei o espelho, o deserto na mira
Pegadas firmes, sonho ventureiro
Como enganar sem marcas curupira
A esperança com o fito primeiro.

Revirei páginas, folheei o tempo
Horas regando os rijos segundos
Em cada despertar em passatempo

A máquina não carecia de conserto
Não havia no cofre capital, fundos
Apenas a canção aspirando acerto.

Nas teclas tristes da rude mensagem
Desviei o piano em pleno concerto
Da inadequação de sons miragens.

Escrava do porvir tracei rabiscos
A mão ingrata descoloriu a tela
Dispersa na emoção e tons ariscos
Perdida a direção à emoção duela.

Mesmo que a tinta roube o tinteiro
Na cor descolorida e na alma nua
A vida caminha no sonho arteiro.

Posso colher agora é só querer
Em cada alvorecer de olhar veleiro
Barca e vontade rumam ao estaleiro
Passei as primaveras sem colher.
***

Nas cinco primeiras vencedoras para
VI Coletânea Século XXI

Sonia Nogueira




Livros Publicados:
- Por Justa Causa - contos
- Nas Entrelinhas (200 sonetos)
- A Pequena May
-Datas Comemorativas em Poesias
-Eu Poesia, Contos e Crônicas
-No Reino de Sininho, infantil
- A janela Azul
- Contação de História Infantil
-Silênci...

 
Autor
SoniaNogueira
 
Texto
Data
Leituras
87
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
16 pontos
2
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Lucineide
Publicado: 09/07/2017 16:42  Atualizado: 09/07/2017 16:42
Colaborador
Usuário desde: 06/12/2015
Localidade:
Mensagens: 1094
 Re: *MEU DESERTO MEU CHÃO
O hoje é o melhor tempo para se viver. Parabéns bela maravilhosa poesia.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 10/07/2017 12:21  Atualizado: 10/07/2017 12:21
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 14203
Online!
 Re: *MEU DESERTO MEU CHÃO
Sonia
Parabéns! Bela poesia!
Beijos!
Janna