https://www.poetris.com/
Poemas : 

Poste

 




Eu não acreditei naquilo,
nem quando deixei a coberta
cair bem no meio do caminho.
A flor não vem antes do espinho,
aquela triste verdade incerta
não trás um caminho tranquilo.
Eles começaram uma piada,
com seus dedos inquietos
desvirtuaram nossa comédia.
Grades de segurança média
nos prendem como objetos
numa filosofia deserta.
Mãos persistem em agarrar
tudo o que não poderão ter,
mas insistem em homologar.
Eu não aceitei incorporar,
o impossível é fácil de prescrever
e mais fácil não interpretar.
Um mundo permeado de indiferença
sofre por nunca se preocupar
com seus assuntos pessoais.
Eterna guerra entre rivais,
prontos para tudo deteriorar
e por o mundo em sua sentença.






Rafael Carneiro


 
Autor
Rafaelcarma
 
Texto
Data
Leituras
34
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 13/10/2017 02:31  Atualizado: 13/10/2017 02:31
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 27426
 Re: Poste
Um poema verdade onde os sentidos são mais que realidade