https://www.poetris.com/
Poemas : 

A poesia que respiro ao ver o seu por do sol

 
Como adoro ouvir
sua risada,
quando sorrir
me concentro em absorver
cada detalhe do espetáculo
que vejo,
me sinto como um jovem
empreendedor
que acabou de fechar
o melhor negócio
de sua carreira
ao perceber que de alguma
forma eu a alegro.

As flores sempre
me parecem mais belas,
o ar sempre me parece mais leve,
qualquer bebida sempre me parece
mais saborosa,
qualquer cigarro sempre
me parece menos mortífero
quando apenas sinto
sua presença
ao meu lado
quando nos perdemos em gargalhadas
que nem lembraremos o motivo
futuramente
mas sei que estávamos curtindo.

Como é doloroso colocar isso pra fora
tão destrutivo
porem necessário,
pelos menos para mim,

penso em outros braços
que a envolvem
em outras mãos que a tocam
não é ciúmes
mas penso em outros olhos
que te olham nos olhos
e mesmo tão próximo
não vêm a magnificência
que eu vejo
a poesia que eu respiro
ao explorar
minhas memórias fotográficas
que me confortam
quando percebo o quão cruel
o mundo é na maior parte do tempo,
quando não consigo acreditar
mais no belo
apenas fecho meus olhos
e me lembro
mesmo sendo um pouco doloroso
depois,

eu apenas me lembro
me sinto como se estivesse
vendo o mais belo por do sol
e em minha cabeça penso:
“como existem coisas belas”
e então a noite chega
frigida, me mostrando
outra realidade
que é a que tenho que aceitar
no fim das contas.

 
Autor
GabrielsChiarelli
 
Texto
Data
Leituras
40
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.