https://www.poetris.com/
Prosas Poéticas : 

Guerra e inocência das crianças

 

Fui uma criança inocente,
Inocente como qualquer criança,
Brincava com o vento nos prados
Coloridos por rosas e lírios
Que embelezavam a mãe natureza.
Olhava pra essa beleza esquecida
Pelos homens, e chorava,
Chorava por que queria mantê-la
No jardim que Deus criara e
Meu pai cuidara. Meu bom pai me calava
Prometendo-me a lua, que luzia no céu
Rodeada de estrelas cintilantes.
Calava-me, mas não calavam meus sonhos,
Sonhava afugentar o escuro da noite
No musseque quando meu pai me der a lua.
Sonhos inacessíveis, sonhos da meninice,
A lua não saía do lugar
Nem a noite dissipava-se no musseque.
Fui uma criança inocente;
Em tudo acreditava, até das histórias do lobo mau,
Histórias que me contava avó Tchica.
Histórias não me faltavam e sonhos também.
Sonhava ter um mundo diferente do meu,
Onde os sorrisos significariam eterna paz,
Porém, veio a guerra e balas perdidas
Que levaram avó tchica, histórias
E meus sonhos de meninice

Adelino Gomes-nhaca


Adelino Gomes

 
Autor
Upanhaca
Autor
 
Texto
Data
Leituras
114
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
3
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Semente
Publicado: 08/12/2017 12:54  Atualizado: 08/12/2017 12:54
Colaborador
Usuário desde: 29/08/2009
Localidade: Ribeirão Preto SP Brasil
Mensagens: 8653
 Re: Guerra e inocência das crianças/ Para Upanhaca
Guerra e crianças são inconciliáveis. De um lado, a destruição, o arrasamento das esperanças e da vida. Do outro, a vida que se inicia com promessas de possibilidades infinitas, para o futuro.

Criança e guerra : paradoxo triste, que não dá pra aceitar, e que o poeta versa aqui, de forma fantástica!
Parabéns Adelino, gostei.
Bjosss


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 15/12/2017 11:45  Atualizado: 15/12/2017 11:45
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 28255
 Re: Guerra e inocência das crianças
Poema que esta um verdadeiro encanto. Os sonhos alimentya nossas vidas, o nosso ser