https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Natal : 

Feliz Natal - Renascer do nada

 
Tags:  natal    renascer    punhal    lenitivo    imponderável  
 
 
NATAL - Renascer do nada
Elen de Moraes Kochman


Deixo fluir o espírito do Natal
que bate forte, no fundo do meu peito.
Permito esvair-se de mim todo o mal,
toda mágoa... e o sofrimento não refeito

pela ventura que possuí um dia...
porém, que se foi com os entes que partiram.
Pra exorcizar a grande melancolia,
por tantas perdas que outrora me feriram,

concedo doer, sangrar toda essa dor,
que sem piedade, desluz minha alegria.
No entanto, talvez... quando possível for,
quero mergulhar minha alma, hoje vazia,

na profusão de luzes incandescentes,
que enfeitam e dão vida às noites natalinas;
Avigorar as cores evanescentes
da minha vida, torná-las cristalinas.

Só assim encontrarei algum lenitivo,
para aceitar minha crua realidade,
para secar este meu pranto aflitivo,
destravado na solidão da saudade.

Para afastar a tristeza abominável
que me rasga a alma com seu punhal,
permito-me afundar no imponderável,
pra renascer, do nada, neste Natal!



Meus votos para minha amada família, queridos amigos,
caríssimos seguidores e contatos,
são de um sereno e feliz Natal.
Que a porta do coração de quem crê, esteja aberta ao Aniversariante, neste 25 de dezembro.
Próspero 2018, com saúde e projetos se realizando.

Abraços fraternos. Beijos.



Open in new window

 
Autor
elendemoraes
 
Texto
Data
Leituras
285
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 24/12/2017 14:37  Atualizado: 24/12/2017 14:37
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9268
 Re: Feliz Natal - Renascer do nada
Bom dia, teus versos encontram respaldo total nesta aura de renovação que nos oferece o natal, parabéns pela vossa suntuosa mensagem natalina, um abraço, MJ.