https://www.poetris.com/
Poemas -> Reflexão : 

Do Vento Ao Tempo

 
Tags:  vida    saudade    tristeza    rimas  
 
Do Vento Ao Tempo
 
Tempo, eu peço mais um pouco de tempo
Estou te dizendo, me dê mais tempo
Vivo cada momento, mas preciso de mais um tempo
O vento sopra em meu rosto, e sinto um sentimento perfeito
Não corra contra mim, sou seu amigo, sou sim
Me faça enxergar além do céu,
Me faça acreditar que o mundo não é tão cruel
Eu preciso de mais tempo, tempo, porém
O amor que tive tem que passar
Minha jornada precisa melhorar,
Mas, para que isso aconteça, preciso de ajuda
Se não, eu acabarei na mesma
Me presenteie com mais alguns minutos
Este será o suficiente para entregar a quem amo, o mundo.

Tempo, falta muito para eu estar cem por cento
Prelúdios estou tendo, meu fim estou vendo, me ajude
Estou rodeado por abutres, o que posso fazer, eu não sei
Tenho medo de me perder, por isso preciso de você
Dizem que você cura a dor,
Dizem que você amadurece o pensador
Quero ser mais uma testemunha do seu poder
Quer poder viver mais um pouco,
Quero dizer com prazer que amo viver
Me conceda mais um pouco de tempo
Você sabe que me falta pouco tempo
Estou sentindo, a morte está me perseguindo
Me corpo está sofrendo, está se corroendo, se desfazendo.

Eu entendo, tempo, que estou morrendo
Mas ainda sinto uma faísca em meu peito
Eu ainda sinto a brisa do vento
Sei que estou sem tempo,
Mas ainda estou cheio de pensamentos
Sei que cometi muitos erros e continuei vivendo,
Porém, peço desculpas, mas sou humano, vivo aprendendo
Por isso eu te peço, tempo, me dê mais tempo,
Juro para você que serei diferente, eu te prometo.

Quero poder recuperar o que perdi
Quero me despedir de quem se foi e nunca mais vi
Não pretendo desistir de fazer sorrir quem entristeci
Por isso te peço mais uma chance
Lá no fundo sei que não recuperarei o antes,
Mas, ao menos farei valer cada instante
Como palavra, eu te ofereço meu nome
Prometo a você a diferença, juro pelo meu sangue
Não importa se o vento acabar me levando para longe
Eu darei prioridade aos meus sonhos,
Aos amores e brigas de ontem.

Preciso de você, sempre precisei
Você é implacável, e não quero me tornar uma pedra,
Mas, que tal me dar uma chance para que eu cumpra minha meta?
Vamos, tempo, me deixe cumprir minha promessa,
E viver a vida que tanto me detesta?

 
Autor
AteopPensador
 
Texto
Data
Leituras
114
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.