https://www.poetris.com/
Poemas -> Reflexão : 

Dramas No Papel

 
Tags:  vida    desilusão    rimas    Juvenis    desamor    superar  
 
Dramas No Papel
 
Eu estava pensando o quanto estava apaixonado
Nos encontrávamos uma vez na semana
E ficávamos juntos uma hora no máximo
Eu aproveitava cada abraço, e hoje essa história me assombra.

Eu me vi, logo depois, em um novo circo
Me vi acompanhado por uma nova dama,
Ela era minha dona e eu seu mico
Tentei fazê-la suportar seus dramas
Escutei uma vez que era eu quem dava a ela os sorrisos
Tentei meu melhor, nos víamos na praça onde tocava o samba
Um dia, porém, ela me deixou sozinho,
E meu coração foi arremessado para a lata de lixo.

No decorrer do tempo, busquei repostas
Mas depois procurei me manter calmo como um monge
Não queria deixar minhas feridas expostas
Então meus pensamentos foram para bem longe
Onde nenhuma flor pudesse tocar minhas costas
Quando voltei, trouxe comigo respostas sem perguntas,
E no celular eu olhava as fotos das duas
Foi difícil superar essas perdas, que pareciam sepulturas,
Prontas para arrastar minha vida e mergulha-la em pura tortura.

Fui abatido neste meio tempo
Ferido em combate
Estava longe de estar cem por cento,
Mas continuei, levei, e continuo aprendendo,
E vendo o que realmente é importante, e verdadeiro no momento.

Por conta da distância,
Senti muita saudade da mais nova
Afinal, nossas casas são de ruas próximas
No fundo eu mantive a esperança nossa
Me alegro em poder, ao menos, dizer que resisti
Foram muitos os momentos que pensava nela,
E isso estava me deixando infeliz
Mas, graças ao tempo, e ao isolamento,
Consegui esquecê-la, mas ainda guardo os velhos pensamentos.

Me deixei ser levado pelo desconhecido
Fui alertado, mas já estava demasiado envolvido
A minha queda foi como a de Ícaro
Logo depois, fui levado pelo rio Nilo
E acabei me aprisionando em um lugar frio,
Que muitos chamam de terra dos desiludidos
Onde a escuridão se torna o melhor amigo,
E o ar livre transforma-se em um verdadeiro perigo.

Com alguns textos líricos,
Consegui me desprender daquele mundo sombrio
Me vi de frente para os meus vícios,
E percebi que eles eram meus verdadeiros inimigos
Agora tento me distanciar deles
Estou buscando melhorar nestes meses.

2018 já está aqui
E não o comecei feliz,
Mas agora estou a sorrir.

 
Autor
AteopPensador
 
Texto
Data
Leituras
122
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.