https://www.poetris.com/
Poemas : 

Desce o manto da noite

 
Desce o manto da noite
suspende-se a vida sem cor
nas sombras daquela cama
cobre-se de silêncios, a dor

Na incerteza pálida do amanhã
a inquietude espreita sem pudor

Veste-se de pranto o peito
num olhar frágil, perdido
o medo amortalha a voz
nesse ocaso desconhecido

As linhas deslizam incoerentes
na tela escura do ecrã
traços pulsáteis de um coração doente
faíscas de azul nos rasgos arrítmicos
onde os rostos adormecem
na débil esperança da mente

E a luz que ilumina timidamente o silencio
desliza alucinante no tempo
cravando na insónia, o tremor dos lábios
da alma ainda ausente

Escrito a 12/03/18
 
Autor
Liliana Jardim
 
Texto
Data
Leituras
134
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 12/03/2018 19:41  Atualizado: 12/03/2018 19:41
 Re: Desce o manto da noite
Intenso ...de uma luz que encerra o silêncio. Obrigado, fica com Deus.