https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Lírio negro...

 
Na escuridão do verso destaca-se a alma sombria e fria no cair da noite que apetecia...

Ele tinha a alma fria, despida de cor
Tinha nas mãos foices cortantes
Palavras facas que sangravam dentro
Quando falava de amor
Um amor que nunca existia

O punho cerrado, semente vazia
Um terreno árido, apatia em saber-se inteiro
Em saber-se dia...

Mas era noite! Era breu
Era medo e inexistência cruel
Em arrumar o jardim
E plantar sementes de dor,
Promessas de fel



 
Autor
Mcris
Autor
 
Texto
Data
Leituras
255
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
20 pontos
6
3
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
boxer
Publicado: 01/07/2018 19:55  Atualizado: 01/07/2018 19:55
Colaborador
Usuário desde: 21/01/2009
Localidade:
Mensagens: 726
 Re: Lírio negro...
.
"O punho cerrado, semente vazia
Um terreno árido, apatia em saber-se inteiro
Em saber-se dia..."

Tantas vezes nos sentimos próximos daquilo que julgamos ser a nossa essência, mas há algo nos afasta, algo que nos enche de culpa e de revolta contra nós próprios.


Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 01/07/2018 20:33  Atualizado: 01/07/2018 20:33
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 15149
 Re: Lírio negro...
Lírico, profundo é belo. Tem a tua digital. Beijo!


Enviado por Tópico
ALFA
Publicado: 02/07/2018 13:58  Atualizado: 02/07/2018 13:58
Colaborador
Usuário desde: 14/04/2015
Localidade:
Mensagens: 870
 Re: Lírio negro...
Se tudo na vida fosse belo
Que coisa tao linda seria
Era como viver em castelo
Com muita paz e harmonia.

A alma do poeta não tem descanso! É sofredora por natureza!

Amiga, que saudades!

Beijinhos