https://www.poetris.com/
Sonetos : 

Brevidade

 
Tags:  vida    tempo    jornada  
 
Brevidade

Viver é como caminhar breve jornada
Porque a morte chega como um ladrão
E não encontra a nossa porta fechada
Destrói tudo e só deixa muita confusão

Se a vida já é pequena e não será nada
Mas o ambicioso que fica logo esquece
Pensa só em herdar uma grande bolada
E pouco se importa com quem padece

Pensa só em levar uma vida animada
E vai pra frente de forma desregrada
Sem uma direção como sopra o vento

Mal sabe que a sua vez logo vai chegar
E em sua tumba também vai tropeçar
Não importa o tamanho do monumento.

jmd/Maringá, 15-08-18



verde

 
Autor
João Marino Delize
 
Texto
Data
Leituras
151
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.