Poemas : 

S.S. Google Chrome

 
Carregando... Login, Senha
Mais um dia em alto mar
Viajando por águas turbulentas
Sem nenhum rumo a tomar.

O capitão, de fato
Ninguém sabe para onde veleja
Ele apenas nos empurra
Para o destino que deseja.

Mas que estranho, pensei eu
Naveguei tanto e não vi um vintém
Não, agora o que vejo...
É um redemoinho vindo do além

Um turbilhão de informações
Compre o nosso, apague isto
Baixe nosso aplicativo
Refresco de fruta, é Frisco.

De seu centro, surgem feras
Se preparando para o ataque
Já estou sentindo a dor
WILBUR, PREPARE O CONHAQUE.

A força deles é surreal
Me derrotarem sem eu ver
Talvez as garruchas da Avira
Dariam chance para vencer

Nós remamos com esforço
Mas o redemoinho é devastador
Somado as feridas causadas
Só nos resta esperar o terror.

Nossas forças esgotaram
Nosso navio agora é memória
Nos afoguemos com a mão no rato
E tudo isso entrou para a história.

Proteja-se da tempestade, Marujo
 
Autor
ProtoCloud
 
Texto
Data
Leituras
545
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
0
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.