https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

VELUDO E RENDAS

 
Acendo-me
nos teus olhos de veludo.
Invento-me
no teu corpo de rendas.
Respiro
na fenda dos teus lábios.
E espero, ao sol
serenamente
no teu colo de berço
pelo refresco da tua fonte
onde o lobo quer beber...

 
Autor
jluis
Autor
 
Texto
Data
Leituras
215
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 03/10/2018 21:37  Atualizado: 03/10/2018 21:37
 Re: SERENAMENTE
Gostei muito do seu poema!
Parabéns poeta!

Priscila Guedes!